O Questões Grátis disponibiliza mais de 600 MIL questões, de forma GRATUITA e SEM LIMITAÇÕES.

Instale o App Questões Grátis e estude melhor! No App você pode salvar os filtros, gerar estatísticas, e muito mais. Os botões para baixar o App se encontram no topo do site.

Logo abaixo você encontra milhares de questões. Para refinar sua busca, aplique os filtros desejados (buscar por disciplina, banca, cargo, ano...). Caso deseje excluir os filtros, clique em “Limpar Filtro”.

Para estudar, aplique os FILTROS abaixo:

Imagem 001.jpg

O invejoso procura destruir a felicidade alheia.

O invejoso age movido também pelo ódio.

O invejoso nutre a expectativa de que o término da felicidade alheia traga felicidade a ele.

As frases acima se articulam com correção e lógica em:

Date: 29/05/2018

Não entendi????

Date: 29/05/2018

O "também" no início da oração não dá a ideia de continuação?

Date: 29/05/2018

O comentário do vídeo para essa questão está muito legal. Mas, eu achei que a alternativa A, embora seja a única passível de ser marcada como certa, não é coerente. Se a frase estivesse construída, "o invejoso procura destruir a felicidade alheia, movido também pelo ódio, pois nutre a expectativa de que o seu término lhe traga felicidade".

Date: 29/05/2018

A questão pede que marquemos o item no qual as frases estão intercaladas de forma coerente e coesas. Senão vejamos:

Alternativa A - (O invejoso age) Movido também pelo ódio, o invejoso procura destruir a felicidade alheia, nutre a expectativa de que seu término (o término da felicidade alheia - Os termos "término e alheia" são retirados para que não haja repetições desnecessárias) lhe traga felicidade (a ele - substituido pelo pronome "lhe").

Date: 29/05/2018

A alternativa A é a única que possui coerência e coesão. As outras possuem algum detalhe que as tornam erradas. Veja:


b) Com a expectativa na qual o término da felicidade do outro lhe traz felicidade, o invejoso, age também pelo ódio e procura destruí-lo.
c) Por acreditar que, o término da felicidade alheia lhe trará felicidade, o invejoso procura destruir-lhe, agindo, também, pelo ódio.
d) O invejoso, o qual age movido também pelo ódio, onde procura destruir a felicidade alheia, nutre a expectativa de que o término desta lhe traga felicidade.
e) Como nutre a expectativa, de que o término da felicidade alheia lhe traga felicidade, o invejoso o qual procura destruir a felicidade alheia, agindo também pelo ódio.

Date: 29/05/2018

Não se precisaria interpretar nada. Bastaria observar que as alternativas de b) até e) apresentam erros de pontuação, sintaxe, concordância e regência.

Date: 29/05/2018

A falta de coesão e coerência das questões "b,c,d,e" são alarmantes !!!

Date: 29/05/2018

Tiago Santos O SEU COMENTÁRIO FOI MUITO ÚTIL PARA A QUESTÃO!!!!!!!!!!!!

Em relação à liberdade de associação, determina a Constituição Federal que as associações

Date: 29/05/2018
CF 88
Art 5
XIX - as associações só poderão ser compulsoriamente dissolvidas ou ter suas atividades suspensas por decisão judicial, exigindo-se, no primeiro caso, o trânsito em julgado;
 
Date: 29/05/2018

A resposta correta é a alternativa D!

 

Pois de acordo com o Art. 5, XIX, CF - As associações só poderam ser compulsoriamente dissolvidas por decisão judicial, exigindo o transito em julgado.

Date: 29/05/2018

para serem dissolvidas é necessário decisão transitada em julgado e para serem suspensas só é necessário uma decisão judicial 

Date: 29/05/2018

Só completando:

Art 5º XVIII - a criação de associações e, na forma da lei, a de cooperativas independem de autorização, sendo vedada a interferência estatal em seu funcionamento;

Art 5º XXI - as entidades associativas, quando expressamente autorizadas, têm legitimidade para representar seus filiados judicial ou extrajudicialmente;

Date: 29/05/2018

Art. 5

A) XVIII - a criação de associações e, na forma da lei, a de cooperativas independem de autorização, sendo vedada a interferência estatal em seu funcionamento

B) XVII - é plena a liberdade de associação para fins lícitos, vedada a de caráter paramilitar;

C) XVIII - a criação de associações e, na forma da lei, a de cooperativas independem de autorização, sendo vedada a interferência estatal em seu funcionamento;


D) XIX - as associações só poderão ser compulsoriamente dissolvidas ou ter suas atividades suspensas por decisão judicial, exigindo-se, no primeiro caso, o trânsito em julgado;

E) XXI - as entidades associativas, quando expressamente autorizadas, têm legitimidade para representar seus filiados judicial ou extrajudicialmente;

Date: 29/05/2018

Art 5
XIX - as associações só poderão ser compulsoriamente dissolvidas ou ter suas atividades suspensas por decisão judicial, exigindo-se, no primeiro caso, o trânsito em julgado;

Ser reconhecido pela sociedade como instrumento efetivo de justiça, equidade e paz social está nas disposições gerais, Artigo 1º , da resolução 70 do CNJ, que institui o planejamento estratégico do poder Judiciário. Essa frase está relacionada à

Date: 29/05/2018

Art. 1° Fica instituído o Planejamento Estratégico do Poder Judiciário, consolidado no Plano Estratégico Nacional consoante do Anexo.

I - desta Resolução, sintetizado nos seguintes componentes: 

I - Missão: realizar justiça.

II - Visão: ser reconhecido pela Sociedade como instrumento efetivo de justiça, equidade e paz social.

III - Atributos de Valor Judiciário para a Sociedade:

Fonte: http://www.cnj.jus.br/gestao-e-planejamento/gestao-e-planejamento-do-judiciario/resolucao-n-70

Date: 29/05/2018

Visão: ser reconhecido pela Sociedade como instrumento efetivo de justiça, equidade e paz social.

Date: 29/05/2018

Date: 29/05/2018

Missão

Missão é aquilo que a empresa faz ou quer fazer como organização. Os termos são os mais variados, mas em suma reflete o papel da empresa junto ao mercado onde ela atua. Os verbos desenvolver, promover, acompanhar, inovar, entre outros são usados com frequência na definição da missão da empresa.

Visão

Visão é aquilo que a empresa pretende ser em um dado espaço de tempo, tem a ver com o futuro e invariavelmente envolve metas e objetivos que a organização pretende alcançar no futuro. Como já foi dito que esses conceitos são parte do planejamento estratégico, a definição da visão envolve analisar o que a empresa tem no momento em termos de capital físico, financeiro e intelectual e como pode usar isso para atingir as metas desejadas ao longo do tempo.

Verbos como ser, situar, alcançar, entre outros são bem cotados para ajudar na definição da visão.

Um detalhe muito importante sobre a visão é que o conceito de futuro não deve ser abstrato, pelo contrário, deve ser definido em termos palpáveis. Em outras palavras é preciso dizer quando é esse futuro, por exemplo, em 5 anos, em 2018 e assim por diante.

Valores

Valores têm a ver com a maneira que a empresa ira agir para cumprir sua missão e alcançar a visão anteriormente estabelecidas. Os valores éticos são geralmente invocados com muita frequência para demonstrar seriedade, também são comuns preocupações com o meio ambiente, a responsabilidade social, entre outros.

Termos como responsabilidade, inovação, excelência, respeito, entre outros são usados para tentar refletir o sentimento de valores que deverá permear as relações internas entre colaboradores e externas com clientes, fornecedores e sociedade.

Para a consecução de fins organizacionais é preciso organizar a atividade humana de modo estável. Trata-se do objetivo da

Date: 29/05/2018

teoria da burocracia foi formalizada por Max Weber que, partindo da premissa de que o traço mais relevante da sociedade ocidental, no século XX, era o agrupamento social em organizações, procurou fazer um mapeamento de como se estabelece o poder nessas entidades. Construiu um modelo ideal, no qual as organizações são caracterizadas por cargos formalmente bem definidos, ordem hierárquica com linhas de autoridade e responsabilidades bem delimitadas. 

Date: 29/05/2018

resposta:d

Date: 29/05/2018

Resposta correta: D

A disciplina no trabalho e o desempenho no cargo são assegurados por um conjunto de regras e normas que ajustam o funcionário às exigências do cargo e às exigências da organização: a máxima produtividade.
Características da burocracia, segundo Weber Caráter legal das normas e regulamentos; Caráter formal das comunicações; Caráter racional e divisão do trabalho; Impessoalidade nas relações; Hierarquia de autoridade; Rotinas e procedimentos padronizados; Competência técnica e meritocracia; Especialização da administração; Profissionalização dos participantes; Completa previsibilidade do funcionamento.Consequências previstas: Previsibilidade no comportamento humano. Padronização do desempenho dos participantes.
Objetivo: Máxima eficiência na organização.
Obs. As demais opções não correspondem ao enunciado.

Bons estudos!

Cinco pessoas caminham enfileiradas. A primeira, chamada de número 1, a segunda chamada de número 2, a terceira chamada de número 3, a quarta chamada de número 4 e a quinta chamada de número 5. Após 15 minutos de caminhada, a número 1 para, deixa todas as outras passarem por ela e continua a caminhada atrás de todas as outras. Após 20 minutos, as duas primeiras pessoas da fila, a número 2 e a número 3, param e deixam que todos os outros, ordenadamente, passem a frente, e seguem atrás de todos, mantendo a ordenação, com o 2 à frente do 3. E assim essa alternância segue. Após o intervalo de 15 minutos, a pessoa a frente para e os demais passam. Em seguida, após o intervalo de 20 minutos, as duas pessoas que estavam à frente param e deixam todas as outras passarem e continuam a caminhada atrás delas, e na mesma ordem em que estavam entre si. Volta a acontecer o intervalo de 15, depois o de 20, volta o de 15 e segue. Essa alternância ocorre ordenadamente, com todas as componentes e da maneira como foi descrita durante 2 horas e 40 minutos. Após esse tempo, todos param. A pessoa que, nesse momento de parada, ocupa a última posição na fila é a chamada de número

Date: 29/05/2018

Gabarito: C

 

O tempo total é de 2h e 40min = (15 + 20 + 15 + 20 + 15 + 20 + 15 + 20 + 15 + 5)min

 

De acordo com o enunciado, temos as seguintes sequências:

 

12345, (+15min) 23451, (+20min) 45123, (+15min) 51234, (+20min) 23451, ... (+15min)45123.

 

Ao completar a sequência, temos que número na última posição é o 3.

Date: 29/05/2018

1,2,3,4,5

Após 15 min eu tenho

2, 3, 4, 5, 1

Após 20 min eu tenho

4, 5, 1, 2, 3

Após 15 min eu tenho

5, 1, 2, 3, 4

Após 20 min eu tenho

2, 3, 4, 5, 1 , observo que se repetem! Ops... então eu sei que a cada 70min a sequencia repete.

Se ele me deu o tempo em horas e estou trabalhando com minutos, então vamos transformar.

Se 60 min = 1h, então 4h = 60+60=120+40=160 min que equivale a 2h40min.

Pulo do Gato.... Se a cada 70m a sequencia repete e eu preciso de 160m para chegar na sequencia solicitada, então vou somar 70m+70m=140m. Para 160m preciso de quanto? 160m-140m= 20m.

A posição que se repete após 20m é 4,5,1,2,3.

Ultima posição da fila é a 3, resposta letra C





Date: 29/05/2018

Tempo (min) ordem

00:00 1 2 3 4 5

15:00 2 3 4 5 1

35:00 4 5 1 2 3

50:00 5 1 2 3 4

70:00 2 3 4 5 1

85:00 3 4 5 1 2

105:00 5 1 2 3 4 5

120:00 1 2 3 4 5

Ou seja, a cada duas horas a ordem se repete. Assim, ao tempo de duas horas e 40 min a posição será "4 5 1 2 3".


Date: 29/05/2018

Tempo (min) ordem

00:00 1 2 3 4 5

15:00 2 3 4 5 1

35:00 4 5 1 2 3

50:00 5 1 2 3 4

70:00 2 3 4 5 1

85:00 3 4 5 1 2

105:00 5 1 2 3 4 5

120:00 1 2 3 4 5

Ou seja, a cada duas horas a ordem se repete. Assim, ao tempo de duas horas e 40 min a posição será "4 5 1 2 3".


Imagem 001.jpg

Ela ignora o sorriso, salvo aquele que é excitado pela visão da dor alheia.

Mantendo-se a correção, a lógica e o sentido original, o elemento grifado acima pode ser substituído por:

Date: 29/05/2018

Gabarito A

 

 

 Afora:

 

 Com exclusão de; a exceção de; exceto, salvo, salvante, fora; além; para o lado ...

Denomina-se coisa julgada

Date: 29/05/2018
Conforme dispõe o art. 467 do CPC: "Denomina-se coisa julgada material a eficácia, que torna imutável e indiscutível a sentença, não mais sujeita a recurso ordinário ou extraordinário."

CERTA - LETRA D
Date: 29/05/2018

NCPC - Art. 502. Denomina-se coisa julgada material a autoridade que torna imutável e indiscutível a decisão de mérito não mais sujeita a recurso.

Sendo o patrão responsável pela reparação civil dos danos causados culposamente por seus empregados no exercício do trabalho que lhes competir, ou em razão dele,

Date: 29/05/2018

Código Civil:

 

Art. 932. São também responsáveis pela reparação civil:

I - os pais, pelos filhos menores que estiverem sob sua autoridade e em sua companhia;

II - o tutor e o curador, pelos pupilos e curatelados, que se acharem nas mesmas condições;

III - o empregador ou comitente, por seus empregados, serviçais e prepostos, no exercício do trabalho que lhes competir, ou em razão dele;

IV - os donos de hotéis, hospedarias, casas ou estabelecimentos onde se albergue por dinheiro, mesmo para fins de educação, pelos seus hóspedes, moradores e educandos;

V - os que gratuitamente houverem participado nos produtos do crime, até a concorrente quantia.

Art. 933. As pessoas indicadas nos incisos I a V do artigo antecedente, ainda que não haja culpa de sua parte, responderão pelos atos praticados pelos terceiros ali referidos.

Date: 29/05/2018

O patrão será obrigado a indenizar independente de culpa, vez que a sua responsabilidade é OBJETIVA, de acordo com o art. 932 CC.

Date: 29/05/2018

Alternativa C esta incorreta pois a insuficiência de prova (art. 386, II, V e VI, CPP) ou os casos de extinção de punibilidade, como o reconhecimento de prescrição, não prejudicam a apuração da responsabilidade civil, portanto, não faz coisa julgada no cível.

Date: 29/05/2018

Art. 932. São também responsáveis pela reparação civil:

[...]

III - o empregador ou comitente, por seus empregados, serviçais e prepostos, no exercício do trabalho que lhes competir, ou em razão dele;

[...]

Art. 933. As pessoas indicadas nos incisos I a V do artigo antecedente, ainda que não haja culpa de sua parte, responderão pelos atos praticados pelos terceiros ali referidos.


Gabarito: A

Date: 29/05/2018

Art. 932. São também responsáveis pela reparação civil:

I - os pais, pelos filhos menores que estiverem sob sua autoridade e em sua companhia;

II - o tutor e o curador, pelos pupilos e curatelados, que se acharem nas mesmas condições;

III - o empregador ou comitente, por seus empregados, serviçais e prepostos, no exercício do trabalho que lhes competir, ou em razão dele;

Interrompe-se a prescrição

Date: 29/05/2018
Gabarito B. Art. 202. A interrupção da prescrição, que somente poderá ocorrer uma vez, dar-se-á:
I - por despacho do juiz, mesmo incompetente, que ordenar a citação, se o interessado a promover no prazo e na forma da lei processual;
II - por protesto, nas condições do inciso antecedente;
III - por protesto cambial;
IV - pela apresentação do título de crédito em juízo de inventário ou em concurso de credores;
V - por qualquer ato judicial que constitua em mora o devedor;
VI - por qualquer ato inequívoco, ainda que extrajudicial, que importe reconhecimento do direito pelo devedor.
Date: 29/05/2018

Complementando a resposta anterior... Código Civil_

Art. 197. Não corre a prescrição:

I - entre os cônjuges, na constância da sociedade conjugal;

II - entre ascendentes e descendentes, durante o poder familiar;

III - entre tutelados ou curatelados e seus tutores ou curadores, durante a tutela ou curatela.

Art. 198. Também não corre a prescrição:

I - contra os incapazes de que trata o art. 3o;

II - contra os ausentes do País em serviço público da União, dos Estados ou dos Municípios;

III - contra os que se acharem servindo nas Forças Armadas, em tempo de guerra.

Art. 199. Não corre igualmente a prescrição:

I - pendendo condição suspensiva;

II - não estando vencido o prazo;

III - pendendo ação de evicção.

Date: 29/05/2018

Art. 202. A interrupção da prescrição, que somente poderá ocorrer uma vez, dar-se-á:

[...]

III - por protesto cambial;


Gabarito: B

Pode-se, sem pretender esgotar o conceito, definir o princípio da eficiência como princípio

Date: 29/05/2018
Princípio da eficiência -  Princípio segundo o qual o Governo deve atuar com eficiência. Mais especificamente, princípio da eficiência é o que impõe à administração pública direta e indireta e a seus agentes a persecução do bem comum, por meio do exercício de suas competências de forma imparcial, neutra, transparente, participativa, eficaz, sem burocracia e sempre em busca da qualidade, rimando pela adoção dos critérios legais e morais necessários para melhor utilização possível dos recursos públicos, de maneira a evitarem-se desperdícios e garantir-se maior rentabilidade social.

fonte: 
http://www.jusbrasil.com.br/topicos/296157/principio-da-eficiencia
Date: 29/05/2018
O princípio da eficiência exige que a atividade administrativa seja exercida com presteza e rendimento funcional. Atende aos modernos preceitos da administração pública gerencial. Assim, não basta desempenhar as funções públicas de acordo com a lei, é preciso realizá-las da melhor forma possível, sem desperdícios, buscando a melhor relação custo-benefício.
Date: 29/05/2018
Fique atento às dicas fornecidas pelas bancas examinadoras nos concursos públicos. Quando a questão referir-se à relação custo/benefício ou resultado/qualidade com menor investimento, primeiramente, tente encontrar entre as alternativas o princípio da economicidade. Caso não o encontre, busque estão o princípio da eficiência como resposta.
Date: 29/05/2018

Resumindo: máximo resultado com a menor quantidade de recursos

Date: 29/05/2018

Alternativa E

 

 

o princípio da eficiência somente foi introduzido no texto constitucional

em 1998, com a promulgação da Emenda Constitucional nº. 19. Antes disso,

ele era considerado um princípio implícito.

 

 O professor Diógenes Gasparini informa que esse princípio é conhecido

entre os italianos como “dever de boa administração” e impõe à Administração

Pública direta e indireta a obrigação de realizar suas atribuições com rapidez,

perfeição e rendimento.

Date: 29/05/2018

METAS/RESULTADOS

Date: 29/05/2018

Resposta: e

 

Pelo princípio da eficiência, a atuação administrativa deve buscar a melhor relação custo-benefício, deve ser feita a otimização dos recursos, o devido planejamento e estabelecimento de metas e a fiscalização do efetivo cumprimento do que fora planejado.

 

 

Fonte: Direito Administrativo (Leandro Bortoleto)

Date: 29/05/2018

O referido princípio é aplicado tanto para Adm. Pública quanto para seus agentes.

Date: 29/05/2018

É A OBTENÇÃO DO MELHOR RESULTADO com o uso racional dos meios.

Date: 29/05/2018

Princípio da eficiência é um princípio expresso na CF/88 que, em detrimento do modelo burocrático, trouxe à Administração o modelo gerencial com enfoque nos resultados e no accountability.

Date: 29/05/2018

A eficiência se alcança com o alcance dos resultados