O Questões Grátis disponibiliza mais de 600 MIL questões, de forma GRATUITA e SEM LIMITAÇÕES.

Instale o App Questões Grátis e estude melhor! No App você pode salvar os filtros, gerar estatísticas, e muito mais. Os botões para baixar o App se encontram no topo do site.

Logo abaixo você encontra milhares de questões. Para refinar sua busca, aplique os filtros desejados (buscar por disciplina, banca, cargo, ano...). Caso deseje excluir os filtros, clique em “Limpar Filtro”.

Para estudar, aplique os FILTROS abaixo:

Tomando como referência o SGBD MYSQL, associe os comandos à sua descrição exata. I. O comando use [name bd] tem a função de mudar de base de dados. II. O comando Show [name bd] oferece suporte para o DBA identificar os formatos dos campos da tabela. III. O comando Drop Tables pode ser utilizado para apagar uma base de dados. IV. O comando Flush Privileges é utilizado para atualizar os privilégios e permissões de uma base de dados no MYSQL. V. O comando Check [name tabela] tem como função mudar a base de dados e verificar o formato dos campos da tabela. Estão CORRETOS, apenas, os itens

Com relação ao paradigma da orientação a objetos, analise os itens a seguir. I. O método construtor é utilizado para inicializar objetos de classes quando esses são criados. II. O método construtor pode ser desenvolvido da mesma forma que uma função, no entanto ele tem um nome diferente da classe. III. As classes que não geram instância direta são classificadas como classes abstratas. IV. Na programação orientada a objetos, o conceito de especialização e generalização estão relacionados com o uso de herança. V. No modelo orientado a objetos, os componentes de uma biblioteca de software são os métodos. Estão INCORRETOS, apenas, os itens

2017_11_13_5a0974bcc63d6.png

A respeito da pontuação empregada pelo autor, no TEXTO 01, analise as seguintes proposições.


I.Em “Afinal, na internet, em se tratando de tempo, menos é mais" (3º parágrafo), a expressão “na internet" está entre vírgula por se tratar de um adjunto adverbial deslocado.


II.Poderia ser utilizada, no segundo parágrafo, uma vírgula em vez do ponto que antecede “É utilizada principalmente em salas de bate-papos" sem que isso provocasse desvio às normas de pontuação.


III. No trecho “você terá da agilidade que o mundo online proporciona" (3º parágrafo), deveria existir uma vírgula antes da conjunção “que", pois ela antecede uma oração subordinada adjetiva restritiva.


IV.Em “Com o tempo você vai se acostumando e percebe que, pasmem, ainda é português!" (1º parágrafo), as vírgulas que isolam a forma verbal “pasmem" poderiam ser substituídas por dois travessões.


V.No período “E que raios é "kkk" e por que tem um rosto amarelo mostrando a língua para mim?" (1º parágrafo), poder-se-ia usar um ponto final no lugar do sinal de interrogação por se tratar de uma pergunta indireta.


Estão CORRETAS, apenas, as proposições

Date: 02/06/2018

I - CERTO pois o trecho "na internet" é um ADJUNTO ADVERBIAL de lugar que está deslocado da sua ordem direta.

II - CERTO pois essa oração continua fazendo referência a oração anterior. Podendo, assim, ser trocado por vírgulas e manter o contexto.

III - ERRADO pois se colocar a vírgula estará transformando a oração em EXPLICATIVA.

IV- CERTO. As vírgulas que isolarem qualquer seguimento sempre poderão ser trocadas por "travessões".

V - ERRADO - Mudaria o sentido ao mudar a pontuação de interrogação para exclamação.

Gabarito: B

Leia o TEXTO 05 para responder à questão 6.

TEXTO 05

ANDORINHA

Andorinha lá fora está dizendo:

-Passei o dia à toa, à toa.

Andorinha, andorinha, minha canção é mais triste:

-Passei a vida à toa, à toa.

BANDEIRA, M. Andorinha.José Olympio, Rio de Janeiro, 1966

No poema de Manuel Bandeira, foi utilizado um acento grave indicativo da crase entre a preposição “a" e o

artigo “a". Assinale, entre as alternativas a seguir, a única em que a utilização do acento grave seria

obrigatório na palavra sublinhada.

Date: 02/06/2018

Resposta: D)

Dentre as muitas regras de crase, memorize:

a) "... a vereador ...". Não se utiliza crase antes de palavra masculina.

b) "... a sua mão ...". Não se utiliza crase antes de Pronome demonstrativo.

c) "... a Olinda ...". Se eu vou A e volto DA = crase há! Mas se eu vou a e volto De= crase pra quê?

d) "... assitimos ÀQUELE filme ...". Apesar de filme ser um substantivo masculino, a ocorrência da crase é justificada pela transitidade do verbo assistir. Ora, quem Assiste, assiste A (algo/alguém). Portanto, a junção da preposição A + aquele/a/o = Àquele/a/o, mesmo diante de palavra masculina. Ok?

e) "... a esperar ...". Não se utiliza crase antes de verbo.

Date: 02/06/2018

Aderleno, seria pronome possessivo na b, certo?

Fiquei com duvida se "a bala" teria crase e fui ver:

" O uso da crase torna-se optativo quando se referir a locuções adverbiais que representem meio ou instrumento.
Exemplos:
O marginal foi morto a bala pelos policiais. (Poderíamos dizer que ele foi morto a tiro) "

Date: 02/06/2018

Colega Aderleno

a) a palavra grifada se refere ao trecho: ...vereador foi morto a bala. Não ocorrendo crase pelo substantivo masculino morto.

b) "sua" é pronome Possessivo feminino. Sendo facultativo o uso da crase.

No restante, ótima explicação.

Força, Guerreiro!

Date: 02/06/2018

Resposta correta "D", justificativa: Regência do verbo assistir, que exige preposição "a", mais a palavra (pronome demonstrativo), "aquele", e quanto à crase, também observa-se que é empregada diretamente na palavra, "àquele", por já se iniciar pela vogal "a".

Date: 02/06/2018

b) Minha filha, quero que você entregue a sua mão a alguém que mereça

Neste caso, o uso de crase antes de "sua" não é facultativo porque "a sua mão" é o objeto direito, portanto o termo regente não exige preposição. O verbo entregar é TDI: quem entrega, entrega algo a alguém. Por isso "alguém" é seu OI. Aí sim tem preposição, mas não tem artigo antes do pronome alguém.

Date: 02/06/2018


Date: 02/06/2018

Só complementando o colega : 'AQUELE'' é pronome demonstrativo , portanto é errado falar que ele e substantivo e também errado falar que não se usa crase antes de pronome demonstrativo.. Bons estudos a todos colegas

Date: 02/06/2018

Resposta letra (d). Justificativa: Substitua os demonstrativos Aqueles(s), Aquela(s), Aquilo por A este(s), A esta(s), A isto; mantendo-se a lógica, haverá crase. Ex.:Ele fez referência àquele aluno ou a este aluno. Não entregarei isso àquela turma, ou a esta turma. Professor Zambeli.

Date: 02/06/2018

Que Deus abençoe cada um.

Date: 02/06/2018
Vamos lá:

a)Nas últimas eleições em Guapimirim, no RJ, um candidato a vereador foi morto a bala. (não é obrigatório pois não tem nenhum termo pedindo a preposição A. Alguém foi o quê? morto. A facada, a bala não importa. Não tem preposição.

b) Minha filha, quero que você entregue a sua mão a alguém que mereça! (antes de pronome possessivo - sua - a crase é FACULTATIVA, salvo se o pronome tiver função de pronome substantivo, ou seja, o pronome não está indicando posse e sim retomando algum termo: Gosto da bolsa dela, mas não da sua (bolsa). Portanto, NÃO É CASO OBRIGATÓRIO e, sim, FACULTATIVO.

c) No dia em que ela chegou de João Pessoa, nós fomos a Olinda, ao Alto da Sé. (não se usa crase em termos masculinos ou que não aceitam o artigo. Logo: quem vai a Olinda, volta de Olinda. Salvo, se a Olinda em questão fosse especificada, aí, sim, poderia ser usado a crase, porque não seria qualquer Olinda, mas uma Olinda específica. Portanto, NÃO É CASO DE CRASE.

d) Assistimos aquele filme premiadíssimo no último final de semana. (quem assiste, assiste (vê) A algo - exige preposição. O pronome demonstrativo aquele, já possui o A. Logo preposição : assistimos àquele (a + aquele) filme.

e)Passei o dia inteiro a esperar por ti, agora que chegaste, temos que conversar. (antes de verbo, NÃO SE USA CRASE!! Se for verbo, NÃO PODE CRASE!!!).


Gabarito: LETRA D!

Date: 02/06/2018
  • a)Nas últimas eleições em Guapimirim, no RJ, um candidato a vereador foi morto a bala.
  • b)Minha filha, quero que você entregue a sua mão a alguém que mereça!
  • Observação: é facultativo o uso da crase diante de pronomes possessivos femininos porque é facultativo o uso do artigo.
  • Diga a sua irmã que estou esperando por ela.
    Diga a seu irmão que estou esperando por ele.
    Diga à sua irmã que estou esperando por ela.
    Diga ao seu irmão que estou esperando por ele.

  • c)No dia em que ela chegou de João Pessoa, nós fomos a Olinda, ao Alto da Sé.
  • quem vai a.... volta de... crase pra quê?
  • d)Assistimos aquele filme premiadíssimo no último final de semana.
  • assistir = ver. Assistimos a + alguma coisa
  • e)Passei o dia inteiro a esperar por ti, agora que chegaste, temos que conversar
  • ANTES DE VERBO NÃO TEM CRASE
Date: 02/06/2018

Para mim esta questão seria passível de anulação, visto que a opção A estaria correta, visto que à bala é uma locução feminina.

exemplo:

recebeu a bala (alguém ganhou uma bala, um doce ou alguém levou um tiro?) para evitar ambiguidade, usa-se a crase.

Date: 02/06/2018

Eu me confundi todo com a Letra A...

morto a bala ? não seria morto á bala...

alguém pode explicar ?

Date: 02/06/2018

A letra "A" esta incorreta porque não se usa crase em expressões adverbeiais de instrumentos.

Date: 02/06/2018

usa-se crase em expressões de modo e circunstância, principalmente quando há a possibilidade de ambiguidade. Eu também acho que deveria ser anulada.

...morto à bala. (modo como morreu).

Date: 02/06/2018
corrigindo o comentário do amigo aderlno, pode colocar craseem pronome possessivo sim. exemplo: refiro-me às suas idéias
Date: 02/06/2018

Para saber se nos pronomes demonstrativos Aquele, Aquela e Aquilo usa crase basta substitui-los respectivamente por "A este, A esta e A isto", se for possível substituir então terá crase.

na Alternativa D : Assistimos aquele filme premiadíssimo no último final de semana.

substituindo: Assistimos a este filme....

Date: 02/06/2018

a questão ficou estranha

o vereador foi morto como? a bala

adjunto adverbial de modo acho que cabe crase ai

Date: 02/06/2018

"a bala" é locução adverbial de modo ou instrumento?

Durante a realização do primeiro turno eleitoral de uma capital da Região Nordeste, que contava, inicialmente, com 8 candidatos, apenas os candidatos X e Y, os mais votados, obtiveram, respectivamente, 49% e 24% do total dos votos válidos. Suponhamos que para o segundo turno o número de votos válidos se manteve o mesmo e os eleitores que votaram inicialmente em X ou Y, mantiveram suas opções. Para obter um número de votos válidos maior do que a metade e vencer o segundo turno, o candidato Y deve conquistar um percentual dos eleitores que, no primeiro turno, votaram nos demais candidatos excluídos. Qual o valor aproximado dessa percentagem?

Date: 02/06/2018

Tendo em vista que os candidatos X e Y somam 73% dos votos, restam apenas 27% para os demais concorrentes.

Assim, para o candidato Y conseguir a maioria dos votos no segundo turno e vencer as eleições, deverá conquistar a maior percentagem possível dos votos remanescentes, visto que ele possui e continuará possuindo 24% dos votos, seria ideal que ele adquirisse 100% dos votos restantes (no caso 27% dos outros candidatos) assim ele conquistaria 51% dos votos válidos no segundo turno; como o enunciado não permite tal opção, a alternativa E é a que mais se aproxima do 100%.

Date: 02/06/2018

Primeiramente o enunciado faz a seguinte colocação:

De 8 candidatos, 2 possuíram respectivamente 49% e 24% (x e y)

Então, já temos a seguinte posição ( a mesma que irá se repetir no 2° turno)

x = 49%

y = 24%

E o restante (que dá o total de 100%)

100% = r + 49% +24%

r = 100 - 49 - 24 = r = 27% (Esse valor será utilizado como parâmetro para a resposta)

No segundo turno, segundo o texto, o candidato y precisará de maior do que a metade, isto é, mais do que 50% da votação geral, portanto:

24% + y > 50

y > 50-24

y > 26%


Sabemos agora então que o candidato precisa de 26% a mais de votos comparado ao 1° turno.

A partir disso, ele precisará de pelo menos 26% dos 27% dos outros candidatos do 1° turno.

Aplica-se então, a regra de três:

27 - 100%

26 - x

Fazendo a isolação do x

x = 2600/27

x = 96,3%

Alternativa E


A resposta ficou longa porque tento detalhar o máximo possível para todo mundo entender.

Espero ter ajudado

Bons Estudos


Date: 02/06/2018

Também fui por aproximação, 96,3% não garante ao candidato Y a vitória, pois ficaria um eleitor sem votar, podendo haver empate caso esse eleitor votasse em X.

Sobre máquinas virtuais e emuladores, assinale a alternativa CORRETA.

No que diz respeito a algoritmos, analise as proposições a seguir: I. Algoritmo é uma sequência de procedimentos que são executados sequencialmente com o objetivo de resolver um problema específico. II. O comando CASE não deve ser utilizado caso já exista no programa um comando IF. III. Um algoritmo não representa, necessariamente, um programa de computador, e sim os passos necessários para realizar uma tarefa. IV. Diferentes algoritmos não podem realizar a mesma tarefa usando um conjunto diferenciado de instruções em mais ou menos tempo, espaço ou esforço do que outros. V. Serve como modelo para programas, pois sua linguagem é intermediária à linguagem humana e às linguagens de programação, funcionando como uma boa ferramenta na validação da lógica de tarefas a serem automatizadas. Estão CORRETAS as proposições

Date: 02/06/2018

Um algoritmo nada mais é do que uma receita que mostra passo a passo os procedimentos necessários para a resolução de uma tarefa. Ele não responde a pergunta "o que fazer?", mas sim "como fazer". Em termos mais técnicos, um algoritmo é uma sequência lógica, finita e definida de instruções que devem ser seguidas para resolver um problema ou executar uma tarefa.

Analise os itens a seguir sobre o sistema operacional LINUX. I. O comando Free retorna o espaço disponível em disco. II. O comando PWD permite que um usuário do sistema operacional LINUX identifique o diretório atual que está navegando. III. O comando ln –s pode ser usado para criar links simbólicos. IV. No sistema operacional Linux, o comando Grep tem a função de concatenar arquivos gerando uma saída padrão. V. O diretório /ETC é considerado um diretório dinâmico que mantém informações sobre o estado do sistema e processos em execução. Estão INCORRETOS, apenas, os itens

Leia o TEXTO 04 e responda às questões 4 e 5.

TEXTO 04

O GIGOLÔ DAS PALAVRAS

Quatro ou cinco grupos diferentes de alunos do Farroupilha estiveram lá em casa numa

mesma missão, designada por seu professor de Português: saber se eu considerava o estudo da

Gramática indispensável para aprender e usar a nossa ou qualquer outra língua. Cada grupo

portava seu gravador cassete, certamente o instrumento vital da pedagogia moderna, e andava

arrecadando opiniões. Suspeitei de saída que o tal professor lia esta coluna, se descabelava

diariamente com as suas afrontas às leis da língua, e aproveitava aquela oportunidade para me

desmascarar. Já estava até preparando, às pressas, minha defesa (“Culpa da revisão! Culpa da

revisão!"). Mas os alunos desfizeram o equívoco antes que ele se criasse. Eles mesmos tinham

escolhido os nomes a serem entrevistados. Vocês têm certeza que não pegaram o Veríssimo

errado? Não. Então vamos em frente.

Respondi que a linguagem, qualquer linguagem, é um meio de comunicação e que deve ser

julgada exclusivamente como tal. Respeitadas algumas regras básicas da Gramática, para evitar

os vexames mais gritantes, as outras são dispensáveis. A sintaxe é uma questão de uso, não de

princípios. Escrever bem é escrever claro, não necessariamente certo. Por exemplo: dizer

“escrever claro" não é certo, mas é claro, certo? O importante é comunicar. (E quando possível

surpreender, iluminar, divertir, mover... Mas aí entramos na área do talento, que também não

tem nada a ver com Gramática.) A Gramática é o esqueleto da língua. Só predomina nas

línguas mortas, e aí é de interesse restrito a necrólogos e professores de Latim, gente em geral

pouco comunicativa. Aquela sombria gravidade que a gente nota nas fotografias em grupo dos

membros da Academia Brasileira de Letras é de reprovação pelo Português ainda estar vivo.

Eles só estão esperando, fardados, que o Português morra para poderem carregar o caixão e

escrever sua autópsia definitiva. É o esqueleto que nos traz de pé, certo, mas ele não informa

nada, como a Gramática é a estrutura da língua, mas sozinha não diz nada, não tem futuro. As

múmias conversam entre si em Gramática pura.

Claro que eu não disse tudo isso para meus entrevistadores. E adverti que minha

implicância com a Gramática na certa se devia à minha pouca intimidade com ela. Sempre fui

péssimo em Português. Mas – isso eu disse – vejam vocês, a intimidade com a Gramática é tão

indispensável que eu ganho a vida escrevendo, apesar da minha total inocência na matéria. Sou

um gigolô das palavras. Vivo às suas custas.[...]

VERRÍSSIMO, Luis Fernando. O gigolô das palavras. In:____ . Para gostar de ler: Luis Fernando

Verissímo: o nariz e outras crônicas. 10 . ed. V. 14. São Paulo: Ática, 2002. P. 77-78.

“Vocês têm certeza que não pegaram o Veríssimo errado?”(1º parágrafo). Se observado à luz do novo acordo ortográfico, o termo em destaque autoriza a seguinte leitura:

Date: 02/06/2018

Essa questão é muito fácil

  • a) manteve a grafia na terceira pessoa do plural do presente do indicativo, algo semelhante ocorre com seus derivados conter e obter.
  • b) o acento circunflexo desapareceu na conjugação da terceira pessoa do plural do presente do indicativo dos verbos crer, ler, ter, ver e derivados.
  • c) a exemplo do que ocorre com os verbos crer, ler, ver e derivados, permaneceu inalterável.
  • d) passou a grafar-se "têem", a fim de igualar-se aos verbos crer, ler e ver na terceira pessoa do plural.
  • AS LETRAS B) C) E D) SE REFEREM A UM ASSUNTO NÃO CITADO NO COANDO DA QUESTÃO
  • e) a exemplo do que ocorreu com a palavra homófona "para" (Ela pára o trânsito/ Ela para o trânsito), o termo em destaque perdeu o acento circunflexo; logo, "Vocês tem certeza que não pegaram o Veríssimo errado?" é a forma correta.
  • E SEGUNDO A GRAMÁTICA ATUAL É TOTALMENTE CORRETO O USO DE "TÊM" PARA INDICAÇÃO DE PLURAL

Considere a seguinte sequência de figuras formadas por círculos:

2017_01_13_5878c0f3e7c78.PNG

Continuando a sequência de maneira a manter o mesmo padrão geométrico, o número de

círculos da Figura 18 é

Date: 02/06/2018

A quantidade de círculos em cada figura é igual ao número da figura elevado ao quadrado, logo:

Figura 18 = 18 x 18 = 324 círculos