O Questões Grátis disponibiliza mais de 600 MIL questões, de forma GRATUITA e SEM LIMITAÇÕES.

Instale o App Questões Grátis e estude melhor! No App você pode salvar os filtros, gerar estatísticas, e muito mais. Os botões para baixar o App se encontram no topo do site.

Logo abaixo você encontra milhares de questões. Para refinar sua busca, aplique os filtros desejados (buscar por disciplina, banca, cargo, ano...). Caso deseje excluir os filtros, clique em “Limpar Filtro”.

Para estudar, aplique os FILTROS abaixo:

Os transistores necessitam de resistores para sua correta polarização. A partir da curva

característica do transistor e fazendo uso da reta de carga é possível determinar o ponto de

operação do transistor. Analise as figuras abaixo e assinale a opção que representa os valores

dos resistores Rc e Rb, respectivamente.

2017_01_13_587901e31cc91.PNG

Uma instalação elétrica industrial possui uma demanda máxima de 500 kW de potência para atender a várias cargas com fatores de potência iguais a 0,80. Sabe-se que o transformador que alimenta essa instalação tem uma potência máxima em regime permanente de 650 kVA. Para que seja atendida essa condição de operação do transformador, o fator de demanda (FD) deve ser, no mínimo, igual a

Analisando o circuito de corrente contínua da Figura 10, podemos dizer que a corrente elétrica

e a queda de tensão no resistor R3 de 1,0 Ohm valem, aproximadamente,

2017_01_13_587902dda4f1f.PNG

2017_11_13_5a0974bcc63d6.png

A respeito da pontuação empregada pelo autor, no TEXTO 01, analise as seguintes proposições.


I.Em “Afinal, na internet, em se tratando de tempo, menos é mais" (3º parágrafo), a expressão “na internet" está entre vírgula por se tratar de um adjunto adverbial deslocado.


II.Poderia ser utilizada, no segundo parágrafo, uma vírgula em vez do ponto que antecede “É utilizada principalmente em salas de bate-papos" sem que isso provocasse desvio às normas de pontuação.


III. No trecho “você terá da agilidade que o mundo online proporciona" (3º parágrafo), deveria existir uma vírgula antes da conjunção “que", pois ela antecede uma oração subordinada adjetiva restritiva.


IV.Em “Com o tempo você vai se acostumando e percebe que, pasmem, ainda é português!" (1º parágrafo), as vírgulas que isolam a forma verbal “pasmem" poderiam ser substituídas por dois travessões.


V.No período “E que raios é "kkk" e por que tem um rosto amarelo mostrando a língua para mim?" (1º parágrafo), poder-se-ia usar um ponto final no lugar do sinal de interrogação por se tratar de uma pergunta indireta.


Estão CORRETAS, apenas, as proposições

Date: 02/06/2018

I - CERTO pois o trecho "na internet" é um ADJUNTO ADVERBIAL de lugar que está deslocado da sua ordem direta.

II - CERTO pois essa oração continua fazendo referência a oração anterior. Podendo, assim, ser trocado por vírgulas e manter o contexto.

III - ERRADO pois se colocar a vírgula estará transformando a oração em EXPLICATIVA.

IV- CERTO. As vírgulas que isolarem qualquer seguimento sempre poderão ser trocadas por "travessões".

V - ERRADO - Mudaria o sentido ao mudar a pontuação de interrogação para exclamação.

Gabarito: B

Leia o TEXTO 05 para responder à questão 6.

TEXTO 05

ANDORINHA

Andorinha lá fora está dizendo:

-Passei o dia à toa, à toa.

Andorinha, andorinha, minha canção é mais triste:

-Passei a vida à toa, à toa.

BANDEIRA, M. Andorinha.José Olympio, Rio de Janeiro, 1966

No poema de Manuel Bandeira, foi utilizado um acento grave indicativo da crase entre a preposição “a" e o

artigo “a". Assinale, entre as alternativas a seguir, a única em que a utilização do acento grave seria

obrigatório na palavra sublinhada.

Date: 02/06/2018

Resposta: D)

Dentre as muitas regras de crase, memorize:

a) "... a vereador ...". Não se utiliza crase antes de palavra masculina.

b) "... a sua mão ...". Não se utiliza crase antes de Pronome demonstrativo.

c) "... a Olinda ...". Se eu vou A e volto DA = crase há! Mas se eu vou a e volto De= crase pra quê?

d) "... assitimos ÀQUELE filme ...". Apesar de filme ser um substantivo masculino, a ocorrência da crase é justificada pela transitidade do verbo assistir. Ora, quem Assiste, assiste A (algo/alguém). Portanto, a junção da preposição A + aquele/a/o = Àquele/a/o, mesmo diante de palavra masculina. Ok?

e) "... a esperar ...". Não se utiliza crase antes de verbo.

Date: 02/06/2018

Aderleno, seria pronome possessivo na b, certo?

Fiquei com duvida se "a bala" teria crase e fui ver:

" O uso da crase torna-se optativo quando se referir a locuções adverbiais que representem meio ou instrumento.
Exemplos:
O marginal foi morto a bala pelos policiais. (Poderíamos dizer que ele foi morto a tiro) "

Date: 02/06/2018

Colega Aderleno

a) a palavra grifada se refere ao trecho: ...vereador foi morto a bala. Não ocorrendo crase pelo substantivo masculino morto.

b) "sua" é pronome Possessivo feminino. Sendo facultativo o uso da crase.

No restante, ótima explicação.

Força, Guerreiro!

Date: 02/06/2018

Resposta correta "D", justificativa: Regência do verbo assistir, que exige preposição "a", mais a palavra (pronome demonstrativo), "aquele", e quanto à crase, também observa-se que é empregada diretamente na palavra, "àquele", por já se iniciar pela vogal "a".

Date: 02/06/2018

b) Minha filha, quero que você entregue a sua mão a alguém que mereça

Neste caso, o uso de crase antes de "sua" não é facultativo porque "a sua mão" é o objeto direito, portanto o termo regente não exige preposição. O verbo entregar é TDI: quem entrega, entrega algo a alguém. Por isso "alguém" é seu OI. Aí sim tem preposição, mas não tem artigo antes do pronome alguém.

Date: 02/06/2018


Date: 02/06/2018

Só complementando o colega : 'AQUELE'' é pronome demonstrativo , portanto é errado falar que ele e substantivo e também errado falar que não se usa crase antes de pronome demonstrativo.. Bons estudos a todos colegas

Date: 02/06/2018

Resposta letra (d). Justificativa: Substitua os demonstrativos Aqueles(s), Aquela(s), Aquilo por A este(s), A esta(s), A isto; mantendo-se a lógica, haverá crase. Ex.:Ele fez referência àquele aluno ou a este aluno. Não entregarei isso àquela turma, ou a esta turma. Professor Zambeli.

Date: 02/06/2018

Que Deus abençoe cada um.

Date: 02/06/2018
Vamos lá:

a)Nas últimas eleições em Guapimirim, no RJ, um candidato a vereador foi morto a bala. (não é obrigatório pois não tem nenhum termo pedindo a preposição A. Alguém foi o quê? morto. A facada, a bala não importa. Não tem preposição.

b) Minha filha, quero que você entregue a sua mão a alguém que mereça! (antes de pronome possessivo - sua - a crase é FACULTATIVA, salvo se o pronome tiver função de pronome substantivo, ou seja, o pronome não está indicando posse e sim retomando algum termo: Gosto da bolsa dela, mas não da sua (bolsa). Portanto, NÃO É CASO OBRIGATÓRIO e, sim, FACULTATIVO.

c) No dia em que ela chegou de João Pessoa, nós fomos a Olinda, ao Alto da Sé. (não se usa crase em termos masculinos ou que não aceitam o artigo. Logo: quem vai a Olinda, volta de Olinda. Salvo, se a Olinda em questão fosse especificada, aí, sim, poderia ser usado a crase, porque não seria qualquer Olinda, mas uma Olinda específica. Portanto, NÃO É CASO DE CRASE.

d) Assistimos aquele filme premiadíssimo no último final de semana. (quem assiste, assiste (vê) A algo - exige preposição. O pronome demonstrativo aquele, já possui o A. Logo preposição : assistimos àquele (a + aquele) filme.

e)Passei o dia inteiro a esperar por ti, agora que chegaste, temos que conversar. (antes de verbo, NÃO SE USA CRASE!! Se for verbo, NÃO PODE CRASE!!!).


Gabarito: LETRA D!

Date: 02/06/2018
  • a)Nas últimas eleições em Guapimirim, no RJ, um candidato a vereador foi morto a bala.
  • b)Minha filha, quero que você entregue a sua mão a alguém que mereça!
  • Observação: é facultativo o uso da crase diante de pronomes possessivos femininos porque é facultativo o uso do artigo.
  • Diga a sua irmã que estou esperando por ela.
    Diga a seu irmão que estou esperando por ele.
    Diga à sua irmã que estou esperando por ela.
    Diga ao seu irmão que estou esperando por ele.

  • c)No dia em que ela chegou de João Pessoa, nós fomos a Olinda, ao Alto da Sé.
  • quem vai a.... volta de... crase pra quê?
  • d)Assistimos aquele filme premiadíssimo no último final de semana.
  • assistir = ver. Assistimos a + alguma coisa
  • e)Passei o dia inteiro a esperar por ti, agora que chegaste, temos que conversar
  • ANTES DE VERBO NÃO TEM CRASE
Date: 02/06/2018

Para mim esta questão seria passível de anulação, visto que a opção A estaria correta, visto que à bala é uma locução feminina.

exemplo:

recebeu a bala (alguém ganhou uma bala, um doce ou alguém levou um tiro?) para evitar ambiguidade, usa-se a crase.

Date: 02/06/2018

Eu me confundi todo com a Letra A...

morto a bala ? não seria morto á bala...

alguém pode explicar ?

Date: 02/06/2018

A letra "A" esta incorreta porque não se usa crase em expressões adverbeiais de instrumentos.

Date: 02/06/2018

usa-se crase em expressões de modo e circunstância, principalmente quando há a possibilidade de ambiguidade. Eu também acho que deveria ser anulada.

...morto à bala. (modo como morreu).

Date: 02/06/2018
corrigindo o comentário do amigo aderlno, pode colocar craseem pronome possessivo sim. exemplo: refiro-me às suas idéias
Date: 02/06/2018

Para saber se nos pronomes demonstrativos Aquele, Aquela e Aquilo usa crase basta substitui-los respectivamente por "A este, A esta e A isto", se for possível substituir então terá crase.

na Alternativa D : Assistimos aquele filme premiadíssimo no último final de semana.

substituindo: Assistimos a este filme....

Date: 02/06/2018

a questão ficou estranha

o vereador foi morto como? a bala

adjunto adverbial de modo acho que cabe crase ai

Date: 02/06/2018

"a bala" é locução adverbial de modo ou instrumento?

Durante a realização do primeiro turno eleitoral de uma capital da Região Nordeste, que contava, inicialmente, com 8 candidatos, apenas os candidatos X e Y, os mais votados, obtiveram, respectivamente, 49% e 24% do total dos votos válidos. Suponhamos que para o segundo turno o número de votos válidos se manteve o mesmo e os eleitores que votaram inicialmente em X ou Y, mantiveram suas opções. Para obter um número de votos válidos maior do que a metade e vencer o segundo turno, o candidato Y deve conquistar um percentual dos eleitores que, no primeiro turno, votaram nos demais candidatos excluídos. Qual o valor aproximado dessa percentagem?

Date: 02/06/2018

Tendo em vista que os candidatos X e Y somam 73% dos votos, restam apenas 27% para os demais concorrentes.

Assim, para o candidato Y conseguir a maioria dos votos no segundo turno e vencer as eleições, deverá conquistar a maior percentagem possível dos votos remanescentes, visto que ele possui e continuará possuindo 24% dos votos, seria ideal que ele adquirisse 100% dos votos restantes (no caso 27% dos outros candidatos) assim ele conquistaria 51% dos votos válidos no segundo turno; como o enunciado não permite tal opção, a alternativa E é a que mais se aproxima do 100%.

Date: 02/06/2018

Primeiramente o enunciado faz a seguinte colocação:

De 8 candidatos, 2 possuíram respectivamente 49% e 24% (x e y)

Então, já temos a seguinte posição ( a mesma que irá se repetir no 2° turno)

x = 49%

y = 24%

E o restante (que dá o total de 100%)

100% = r + 49% +24%

r = 100 - 49 - 24 = r = 27% (Esse valor será utilizado como parâmetro para a resposta)

No segundo turno, segundo o texto, o candidato y precisará de maior do que a metade, isto é, mais do que 50% da votação geral, portanto:

24% + y > 50

y > 50-24

y > 26%


Sabemos agora então que o candidato precisa de 26% a mais de votos comparado ao 1° turno.

A partir disso, ele precisará de pelo menos 26% dos 27% dos outros candidatos do 1° turno.

Aplica-se então, a regra de três:

27 - 100%

26 - x

Fazendo a isolação do x

x = 2600/27

x = 96,3%

Alternativa E


A resposta ficou longa porque tento detalhar o máximo possível para todo mundo entender.

Espero ter ajudado

Bons Estudos


Date: 02/06/2018

Também fui por aproximação, 96,3% não garante ao candidato Y a vitória, pois ficaria um eleitor sem votar, podendo haver empate caso esse eleitor votasse em X.

Tem-se um condutor reto de comprimento L, percorrido por uma corrente elétrica de

intensidade i e imerso num campo magnético B uniforme, conforme a Figura 01. Nessas

condições, analise as afirmativas abaixo.

2017_01_13_5878ff06c9d45.PNG

I. A força que atua sobre esse condutor é dada por F = B.i.L.cosθ, onde ? é o ângulo formado

pelo sentido da corrente i e da densidade de fluxo B.

II. A direção da força que atua sobre o condutor é perpendicular ao fio e à indução magnética

B, e seu sentido é tal como indicado na Figura.

III. Somente existirá a força se a direção de B não coincidir com o sentido da corrente i.

IV. O sentido de F se inverterá se invertermos o sentido de i.

V. Se, ao invés de apenas um condutor, tivéssemos dois condutores em paralelo, percorridos

cada um por uma corrente elétrica de mesma intensidade, porém, com sentidos contrários,

a força magnética que um condutor originaria no outro devido ao seu campo magnético

próprio seria de atração.

Estão CORRETAS as afirmativas

A componente ativa da corrente elétrica que circula no circuito da Figura 04, ou seja, aquela

que é dissipada nos resistores e está alimentada por uma fonte alternada de Eeficaz = 120V, vale,

em Ampères,

2017_01_13_587900f194fd4.PNG

O circuito elétrico de uma split e seu aterramento foram feitos com cabos de 4mm2 e 2,5mm² , respectivamente. Sendo assim, é CORRETO afirmar que

Na Figura 09, abaixo, é apresentada parte de uma edificação com o esboço da simbologia

elétrica de encaminhamentos. Os trechos de eletrodutos A, B, C e D contêm condutores

interligando as luminárias aos interruptores. Para que a instalação funcione de maneira correta,

os condutores presentes em A, B, C e D devem ser, respectivamente,

2017_01_13_587902bf59fbc.PNG