O Questões Grátis disponibiliza mais de 600 MIL questões, de forma GRATUITA e SEM LIMITAÇÕES.

Instale o App Questões Grátis e estude melhor! No App você pode salvar os filtros, gerar estatísticas, e muito mais. Os botões para baixar o App se encontram no topo do site.

Logo abaixo você encontra milhares de questões. Para refinar sua busca, aplique os filtros desejados (buscar por disciplina, banca, cargo, ano...). Caso deseje excluir os filtros, clique em “Limpar Filtro”.

Para estudar, aplique os FILTROS abaixo:

Os princípios orçamentários são regras que norteiam a elaboração do orçamento público. É

CORRETO afirmar que o princípio da universalidade

Date: 02/06/2018

Universalidade

Princípio pelo qual o orçamento deve conter todas as receitas e todas as despesas do Estado. Indispensável para o controle parlamentar, pois possibilita :
a) conhecer a priori todas as receitas e despesas do governo e dar prévia autorização para respectiva arrecadação e realização;
b) impedir ao Executivo a realização de qualquer operação de receita e de despesa sem prévia autorização Legislativa;
c) conhecer o exato volume global das despesas projetadas pelo governo, a fim de autorizar a cobrança de tributos estritamente necessários para atendê-las.


Na Lei 4.320/64, o cumprimento da regra é exigido nos seguintes dispositivos:

  • Art.2º A Lei do Orçamento conterá a discriminação da receita e da despesa, de forma a evidenciar a política econômico-financeira e o programa de trabalho do governo, obedecidos os princípios de unidade, universalidade e anualidade.
  • Art.3º A Lei do Orçamento compreenderá todas as receitas, inclusive as operações de crédito autorizadas em lei.

A Emenda Constitucional n.º 1/69 consagra essa regra de forma peculiar: "O orçamento anual compreenderá obrigatoriamente as despesas e receitas relativas a todos os Poderes, órgãos, fundos, tanto da administração direta quanto da indireta, excluídas apenas as entidades que não recebam subvenções ou transferências à conta do orçamento.

Observa-se, claramente, que houve um mal entendimento entre a condição de auto-suficiência ou não da entidade com a questão, que é fundamental, da utilização ou não de recursos públicos.

Somente a partir de 1988 as operações de crédito foram incluídas no orçamento. Além disso, as empresas estatais e de economia mista, bem como as agências oficiais de fomento (BNDES, CEF, Banco da Amazônia, BNB) e os Fundos Constitucionais (FINAM, FINOR, PIN/PROTERRA) não têm a obrigatoriedade de integrar suas despesas e receitas operacionais ao orçamento público. Esses orçamentos são organizados e acompanhados com a participação do Ministério do Planejamento (MPO), ou seja, não são apreciados pelo Legislativo. A inclusão de seus investimentos no Orçamento da União é justificada na medida que tais aplicações contam com o apoio do orçamento fiscal e até mesmo da seguridade.

fonte: http://www2.camara.leg.br/atividade-legislativa/orcamentobrasil/cidadao/entenda/cursopo/principios.html

Date: 02/06/2018

a) Princípio da Universalidade

b) Princípio do Orçamento Bruto

c) Princípio da Clareza (ou da inteligibilidade/objetividade)

d) Princípio da Anualidade ou Periodicidade

e) Princípio da Unidade ou Totalidade

Date: 02/06/2018

Princípio da Universalidade do Orçamento. Princípio segundo o qual a lei orçamentária deve compreender todas as receitas e todas as despesas pelos seus totais.

Date: 02/06/2018

Letra a

Universalidade: todas as receitas e todas as despesas devem estar previstas no orçamento, inclusive a decorrente de fundos, empréstimos, subsídios e previdenciárias (art. 2º e 3º da Lei 4.320/64).


Date: 02/06/2018

Vejo que a maioria dos comentários se atém aos totais de "receitas e despesas". No entanto, a alternativa E também contém estes elementos. Neste caso, qual o erro desta assertiva?

Date: 02/06/2018

Universalidade.

Segundo esse princípio, a LOA de cada ente federado deverá conter todas as receitas e despesas de todos os Poderes, órgãos, entidades, fundos e fundações instituídas e mantidas pelo por público. Esse princípio é mencionado no caput do art. 2º da Lei 4.320/64.

Nas questões, estamos diante dos seguintes princípios:

A - Temos o princípio da Universalidade. RESPOSTA CORRETA

B - temos o princípio do ORÇAMENTO BRUTO.

C - pricípio da CLAREZA.

D - princípio da ANUALIDADE.

E - princípio da UNIDADE.

Date: 02/06/2018

JOSE MARIA FERREIRA o erro deve estar no "dever de ser unificado em um único documento"

Date: 02/06/2018

Segundo O Senado Federal:

Princípio segundo o qual a lei orçamentária deve compreender todas as receitas e todas as despesas pelos seus totais.

Date: 02/06/2018

O princípio da universalidade está contido nos arts. 2o, 3o e 4o da Lei no 4.320/1964, na Emenda Constitucional no 01/1969 e também no § 5o do art. 165 da Constituição Federal de 1988. Ele determina que o orçamento deve considerar todas as receitas e todas as despesas, e nenhuma instituição governamental deve ficar afastada do orçamento: Lei no 4.320/1964, art. 2o: "... a lei do orçamento conterá a discriminação da receita e despesa de forma a evidenciar a política econômico-financeira e o programa de trabalho do Governo, obedecidos os princípios da unidade, universalidade e anualidade"; art. 3o da Lei no 4.320/1964: "... a lei do orçamento compreenderá todas as receitas inclusive as de operações de crédito autorizadas por lei"; art. 4o: "... a Lei de Orçamento compreenderá todas as despesas próprias dos órgãos do Governo e da administração centralizada, ou que, por intermédio deles se devam realizar".

Amplamente aceito pelos tratadistas, esse princípio segundo James Giacomoni 2008, permite ao legislativo:

a) conhecer a priori todas as receitas e despesas do Governo e dar prévia autorização para a respectiva arrecadação e realização;

b) impedir ao Executivo a realização de qualquer operação de receita e despesa sem prévia autorização parlamentar;

c) conhecer o exato volume global das despesas projetadas pelo Governo, a fim de autorizar a cobrança dos tributos estritamente necessários para atendê-las.

O princípio da universalidade também contempla tudo que pode aumentar/diminuir a arrecadação da receita e a realização da despesa.

Exceção: Orçamento operacional das Empresas Estatais INDEPENDENTES, e ingressos/dispêndios extraorçamentários.


Date: 02/06/2018

JOSÉ MARIA FERREIRA os poderes da União, seus fundos, órgãos e entidades da administração direta e indireta deverão cada qual apresentar seu orçamento contendo suas receitas e despesas, não sendo permitido a unificação desse do

Nos aspectos da teoria da motivação de Frederick Herzberg, são identificados dois fatores que orientam o comportamento humano em situação de trabalho: Fatores Motivacionais e Fatores Higiênicos. É CORRETO afirmar que os fatores higiênicos extrínsecos são representados por

Date: 02/06/2018
Fatores que levam à insatisfação(Higiênicos)Fatores que levam à satisfação(Motivadores)
Política da EmpresaCrescimento
Condições do ambiente de TrabalhoDesenvolvimento
Relacionamento com outros funcionáriosResponsabilidade
SegurançaReconhecimento
SalárioRealização.
Date: 02/06/2018

TEORIA DOS DOIS FATORES OU TEORIA BIFATORIAL DE FREDERICK HERZBERG

  • Fatores Motivacionais ou Satisfacientes
    • São ligados a aspecto do conteúdo do trabalho e da natureza da tarefa. Esses são intrínsecos, pois estão sob controle dos empregados.
    • Exemplos: natureza das tarefas, exercício da responsabilidade, possibilidade de crescimento, orgulho e sentimento de prestígio decorrentes da profissão, reconhecimento, sentido de realização.
  • Fatores Higiênicos ou Insatisfacientes
    • São aqueles ligados a aspectos que cercam o trabalho. São fatores extrínsecos, fora do controle dos empregados, condições controladas pela empresa e que circundam o indivíduo.
    • Exemplos: Supervisão do chefe, salário, relação com os colegas, políticas de administração de pessoal, condições físicas e segurança do trabalho.

Fonte: Livro Gestão de Pessoas, Cristiana Duran, páginas 221-222.

Resultado de imagem para herzberg teoria dos dois fatores

a) responsabilidade. Fatores Motivacionais

b) reconhecimento com os colegas. Fatores Motivacionais

c) relacionamento com os colegas. Fatores Higiênicos

d) crescimento profissional. Fatores Motivacionais

e) realização profissional. Fatores Motivacionais

Date: 02/06/2018
Fatores Motivacionais (satisfacientes) - intrínsecos: conteúdo do cargo - como a pessoa se sente em relação ao seu cargo. Fatores Higiênicos (insatisfacientes) - extrínsecos: contexto do cargo - como a pessoa se sente em relação à sua empresa.

Em relação aos atos administrativos do IFPE, definidos no seu Regimento Interno (2012),

analise as proposições a seguir:

I. A Portaria é um instrumento pelo qual o(a ) Reitor(a ) e os(as) Diretores(as) Gerais dos

Campi, em razão de suas respectivas atribuições, dispõem sobre a gestão acadêmica e

administrativa.

II. A orientação normativa é um instrumento pelo qual um(a ) Pró-Reitor(a ) ou Diretores

Gerais dos Campi, em razão de suas respectivas atribuições, dispõem de diretrizes e

políticas regulamentares sobre termos para cooperações técnicas.

III. O edital é um instrumento de notificação pública pelo qual o(a ) Reitor(a ) ou os(as)

Diretores(as) Gerais dos Campi por delegação do(a ) Reitor(a ), em razão de suas

respectivas atribuições, divulgam programas, concursos e outras ações em locais e em

meios de comunicação oficiais, para conhecimento geral da sociedade e aos interessados.

IV. A ordem de serviço é um instrumento pelo qual o(a ) Reitor(a ), os(as) Pró-Reitores(as) e

os(as) Diretores(as) Gerais dos Campi, em razão de suas respectivas atribuições, expedem

determinações a serem executadas pelos órgãos da Reitoria, das Pró-Reitorias ou dos

Campi.

V. O memorando é um instrumento pelo qual o(a ) Reitor(a ) ou os(as) Diretores(as) Gerais dos

Campi, em razão de suas respectivas atribuições, dispõem sobre a comunicação interna de

caráter oficial ou protocolar sobre assuntos de interesse público.

Estão CORRETAS apenas as proposições

Para que se possa obter os melhores resultados, a organização precisa de colaboradores

motivados para a realização do seu trabalho, sendo a motivação o combustível para a boa

produtividade da empresa. Uma das teorias de motivação indica que cada pessoa tende a

comparar aquilo que lhe é oferecido como recompensa pelo seu desempenho com aquilo que

foi oferecido a pessoas semelhantes a ela. Ou seja, coloca ênfase na percepção pessoal do

indivíduo sobre a razoabilidade ou justiça relativa na sua relação laboral com a organização.

A Teoria descrita é a

Date: 02/06/2018

Teoria da equidade

O termo "Teoria da equidade" elaborado por Stacy Adams (1965) propõe que funcionários observam o que possuem na organização (salários, benefícios, promoções, méritos) com suas competência (experiência, escolaridade, empenho) fazendo uma equiparação com funcionários que exercem a mesma função ou similar. Através deste julgamento os indivíduos buscam observar se existe um nível de igualdade entre seus benefícios em comparação aos demais, para determinar se há equidade entre suas competências e sua função a outro indivíduo com competências parecidas e desempenham funções similares, e julgam através desta percepção se a consideram justa.

Para Adams (1965) um indivíduo considera determinada ação ou comportamento justo quando existe equidade entre os benefícios, ou seja, quando através de sua percepção encontrar igualdade nos benefícios comparado aos demais, caso contrário ocorre uma tensão de equidade.

No caso de seus benefícios serem sub-recompensados frente a outro, esta tensão cria um sentimento de injustiça; caso o indivíduo se enxergue com excesso de recompensas, esta tensão surge no indivíduo como um sentimento de culpa.

fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Teoria_da_equidade

Date: 02/06/2018

Também podemos denominar de equilíbrio organizacional, quando o funcionário tem a sensação que sua remuneração é justa pelo tanto que trabalha




Date: 02/06/2018

Essa descrição da Teoria da Equidade me lembrou o sentimento de Caim com relação ao irmão, Abel.

Date: 02/06/2018

a)Teoria da Expectativa: criada pelo pesquisador Victor Vroom, afirma que Motivação = Expectativa x Instrumentalidade x Valor
b)Teoria dos Dois Fatores: criada por Herzberg, aborda a situação de motivação e satisfação das pessoas. O objetivo era entender os fatores que causariam insatisfação (Fatores higiênicos - extrínsecos) e aqueles que seriam os responsáveis pela satisfação no ambiente de trabalho (Fatores motivacionais - intrínsecos)
c)Teoria da Hierarquia das Necessidades: A famosa Pirâmide de Maslow, é uma teoria sobre as motivações humanas, em que cada indivíduo tem de realizar uma "escalada" hierárquica de necessidades para atingir a sua plena auto-realização. --> Necessidade Fisiológica, Necessidade de Segurança, Necessidade Social, Necessidade de Estima e Realização Pessoal
d)Teoria da Equidade: é a crença de que as recompensas devem ser proporcionais ao esforço e iguais para todos, demonstrando harmonia e equilíbrio
e)Teoria Comportamental: Suas características são: 1- ênfase nas pessoas; 2- preocupação com o comportamento organizacional (processo de trabalho); 3- estudo do comportamento humano. Seu ponto crítico é a relatividade: todos os indivíduos possuem as mesmas necessidades e estas são hierarquizadas

Date: 02/06/2018

Teoria da Equidade é a crença de que as recompensas devem ser proporcionais ao esforço e iguais para todos, demonstrando harmonia e equilíbrio

A estrutura organizacional é o sistema de relações entre tarefas, subordinação e autoridade que

molda o trabalho de uma organização. O diagrama que apresenta todas as pessoas, cargos,

relações de subordinação e linhas de comunicação formal de um organização é o(a)

Date: 02/06/2018

Organograma é um gráfico que representa a estrutura formal de uma organização. Ou seja, é a representação gráfica clássica de uma estrutura organizacional. Num organograma, os órgãos são dispostos em níveis que representam a hierarquia existente entre eles. Em um organograma vertical, quanto mais alto estiver o órgão, maior a autoridade e a abrangência da atividade.

Os órgãos são unidades administrativas com funções bem definidas. Exemplos de órgãos: Tesouraria, Departamento de Compras, Portaria, Biblioteca, Setor de Produção, Gerência Administrativa, Diretoria Técnica, Secretaria, etc

Date: 02/06/2018

O Organograma não representa "todos" os cargos e pessoas da empresa... Questão dá dupla interpretação.

Date: 02/06/2018

Departamentalização é um dos conceitos básicos de organização. Consiste no agrupamento de atividades diferentes em unidades especializadas dentro de uma organização. Este agrupamento tem o objetivo de organizar, facilitar a supervisão e a coordenação, e otimizar a busca por resultados.

Segundo Rebouças (2009), Departamentalização pode ser definida como agrupamentos em unidades organizacionais realizados conforme critérios específicos de atividades e recursos, tais como humanos, financeiros, tecnológicos, materiais, etc.

Date: 02/06/2018

SEMPRE CONFUNDIA FLUXOGRAMA COM ORGANOGRAMA, DAI MEMORIZEI QUE ORGANOGRAMA É O DESENHO DE TODOS OS DEPARTAMENTO DA EMPRESA E DE QUEM DEVE ATUAR NELES, JÁ FLUXOGRAMA SÃO OS PROCESSOS DE COMO FAZER DETERMINADO PRODUTO.


Date: 02/06/2018

O organograma é uma representação gráfica da estrutura formal de uma organização, seja esta uma empresa, um grupo de pessoas ou uma estrutura hierárquica. Indícios apontam que Daniel C. McCallum, em 1856, foi a primeira pessoa a criar um organograma para fazer uma apresentação e mostrar a aplicação da Administração Sistemática em ferrovias.

Existem diversas formas de representar um organograma, desde a mais comum, conhecida como organograma tradicional, até formas como uma flor. Veremos estes tipos mais abaixo. Veja também: 5 tipos de fluxogramas prontos para download.

Voltando ao Daniel e suas ferrovias, eram elas empreendimentos muito complexos e caros, desta forma exigiam estrutura hierárquica com vários níveis de profissionais. Diante de tal informação ficou registrado com o Sr. McCallum foi o criador do primeiro organograma que se tem notícia.

Fazendo um organograma tradicional:

O primeiro passo é determinar todas as funções e setores que serão apresentadas no organograma, e definir suas posições hierárquicas. Faça uma lista.

  1. Presidente
  2. Diretores (Financeiro, Administr., Operacional, Comercial, etc.)
  3. Gerentes (Financeiro, Administr., Produção, Vendas, etc.)
  4. Seções da Produção, Contabilidade, Depto. Financeiro, Depto. Jurídico, etc.

O organograma tradicional trata a ordem de posições da seguinte forma: quanto maior a autonomia e responsabilidade, maior será a altura da posição usada pelo cargo ou setor. Para definidos as posições e cargos, crie retângulos distribuídos de forma vertical e interligados por linhas que representarão a comunicação e hierarquia dos itens. Não entendi, como isto funciona? No exemplo citado, o Presidente (1) ocupa o maior nível do organograma, sendo assim o primeiro. No segundo nível serão colocados os Diretores (2). Partindo do retângulo do Presidente, sairá uma linha que será dividida para se ligar a todos os Diretores. E de cada Diretor, sairá uma linha que se ligará aos Gerentes (3) que respondam hierarquicamente a ele. Daí em frente o raciocínio é o mesmo. Veja como fazer um fluxograma.

Funções de Staff, que respondem a um superior mas não têm autoridade total sobre os níveis abaixo, são colocadas em níveis intermediários e ligados à linha principal do superior correspondente.

Por exemplo, o RD responde à Direção, mas sua autoridade limita-se aos assuntos da Qualidade, portanto somente nesses assuntos ele tem ascendência sobre os gerentes, não em outros temas. Veja como fica:

Organograma: o que é?


Agora, apesar de ser o mais conhecido e usado pela maioria das organizações, o organograma tradicional não é necessariamente o melhor? Existem diversos outros tipos. Você sabe o que é um histograma?

Leia também:

O meu modelo preferido é o circular, elaborado com círculos concêntricos que representam as diversas áreas a partir do círculo central, onde localiza-se a autoridade maior da empresa. ? Eu o vejo como um modelo que transmite uma idéia maior de colaboração e participação entre as áreas. Quando desenvolvo um assim, sempre destaco a posição do cliente de forma a mostrar os setores que têm contato mais direto com ele em cada nível, mas abrindo a possibilidade de contato direto com a direção.

Organograma: o que é?



Além desses, eu prometi mostrar outros tipos menos conhecidos. Os links abaixo levam às imagens de modelos pouco convencionais ou complexos. Dê uma olhada em cada um para ver a variedade de soluções existentes:


Organograma radial distribuído conforme planejamento

Organograma: o que é?



Organograma distribuído por atividades

Organograma: o que é?


Organograma circular

Organograma: o que é?



Organograma radial ou solar

Usado quando se quer ressaltar o trabalho em grupo, não há a preocupação em representar a hierarquia. É o mais usado em instituições modernas onde o se quer ressaltar a importância do trabalho em grupo;

Organograma: o que é?


Organograma horizontal

Também é criado com base na hierarquia da empresa, mas tem essa característica amenizada pelo fato dessa relação ser representada horizontalmente, ou seja, o cargo mais baixo na hierarquia não está numa posição abaixo dos outros (o que pode ser interpretado como discriminação, ou que ele tem menos importância), mas ao lado;

Organograma: o que é?

Organograma em barras

Representados por intermédio de longos retângulos a partir de uma base vertical, onde o tamanho do retângulo é diretamente proporcional à importância da autoridade que o representa.

Organograma: o que é?

Volto a fazer agora a pergunta que abriu este artigo: Seu Organograma representa fielmente sua organização?

https://www.oficinadanet.com.br/artigo/1554/tipos_...

Date: 02/06/2018


Organograma
é um gráfico que representa visualmente a estrutura organizacional de uma instituição ou empresa. O principal propósito deste modelo estrutural é apresentar a hierarquização e as relações entre os diferentes setores da organização.



fluxograma é uma representação de um processo que utiliza símbolos gráficos para descrever passo a passo a natureza e o fluxo deste processo. O objetivo é mostrar de forma descomplicada o fluxo das informações e elementos, além da sequência operacional que caracteriza o trabalho que está sendo executado.


As etapas do fluxograma são apresentadas utilizando-se figuras geométricas que podem ser círculos, triângulos, retângulos, linhas ou setas, sendo que cada símbolo possui um significado importante. Quando pretendemos descrever um processo através de fluxogramas, as formas mais comuns de disposição são: de forma linear (fluxograma Linear) ou de forma matricial (fluxograma Funcional ou Matricial).

Date: 02/06/2018

O Organograma é um diagrama que apresenta a hierarquia, cargos, e subordinações de uma organização. Por meio desse diagrama, é possível entender como a comunicação da empresa funciona, e o recurso humano envolvido.





Date: 02/06/2018

O organograma é uma representação gráfica da estrutura formal de uma organização.

2017_01_13_58790311915a8.PNG

A utilização de pronomes e advérbios pode contribuir para a coesão textual. Sobre esse assunto,

assinale a alternativa que analisa corretamente o processo coesivo em questão.

Date: 02/06/2018

Onde está o termo destacado da questão?


Date: 02/06/2018

Não concordo com o gabarito.

Pois o pronome faz uma menção catafórica e não anafórica como é sugerido na questão.

Se alguém concordar com gabarito, por gentileza, esclareça minha dúvida.



Date: 02/06/2018

São chamados de pronomes anafóricos aqueles que estabelecem uma referência dependente com um termo antecedente, é uma palavra herdada do grego "anaphorá" e do latim "anaphora".

Designa-se ANÁFORA (não confundir com a figura de linguagem de mesmo nome) o termo ou expressão que, em um texto ou discurso, faz referência direta ou indireta a um termo anterior. O termo anafórico retoma um termo anterior, total ou parcialmente, de modo que, para compreendê-lo dependemos do termo antecedente.

Date: 02/06/2018

Não entendi, citado anteriormente?

mas o nome da canção a qual o trecho faz referência esta posterior,

alguém pode explicar?

Date: 02/06/2018

Não entendi, citado anteriormente?

mas o nome da canção a qual o trecho faz referência esta posterior,

alguém pode explicar?

Date: 02/06/2018

Concordo com os demais, pra mim era catafórica.

Date: 02/06/2018

Eu também pensei que era catafóra, mas se analisarmos de um ponto de vista mais especifico no que compreende o pronome possessivo em destaque, no caso, "suas" remete ao cantor que já havia sido dito anteriormente. Pode ser anafórica. O que acham?

Date: 02/06/2018
a) Em "por ele ter criado novas formas de expressão poética" (1º parágrafo), o pronome pessoal destacado possibilita a coesão por elipse, uma vez que o nome do cantor é omitido, isto é, fica elíptico. O pronome pessoal é o sujeito da oração, nada tem a ver com omissão do nome do cantor.

b) No trecho "Uma de suas principais canções" (3º parágrafo), o pronome possessivo em destaque promove a coesão referencial, pois faz uma menção anafórica a um elemento citado anteriormente no texto. correto, o elemento citado anteriormente: cantor, segundo melhor artista.

c) No trecho "anunciou hoje (13) a Academia Sueca" (1º parágrafo), a utilização do advérbio promove a coesão circunstancial, uma vez que situa o interlocutor no tempo em que se deu o fato relatado. Pode ser em qualquer dia o "hoje", não situa no tempo do fato, situa no momento da leitura.

d) Em "aos 10 anos Dylan escreveu seus primeiros poemas" (2º parágrafo), a coesão foi estabelecida pelo pronome por causa da ênfase que se quis dar à determinada informação, priorizando a posse que ele tinha dos poemas, em vez de sua idade. A ênfase é dada na idade.

e) No trecho "quando foi para a Universidade de Minnesota em 1959, voltou-se para folk music" (2º parágrafo), a coesão por substituição é possibilitada pela partícula destacada, um pronome pessoal do caso oblíquo. "Se" é parte integrante do verbo: voltar-se = tender.


Esse foi meu entendimento, se alguém puder complementar/corrigir, agradeço...


Date: 02/06/2018

Achei brilhante a resposta da Priscilla e concordo totalmente com ela no destaque da letra B, que também errei, pois a relação anafórica é com cantor.

Havia marcado C mas como ela disse e é muito abordado pela FGV "não situa no tempo do fato, situa no momento da leitura".

obrigado...

Date: 02/06/2018

a) Em "por ele ter criado novas formas de expressão poética" (1º parágrafo), o pronome pessoal destacado possibilita a coesão por elipse, uma vez que o nome do cantor é omitido, isto é, fica elíptico. O pronome pessoal destacado possibilita a coesão por referência, evitando repetições indesejadas.

b) No trecho "Uma de suas principais canções" (3º parágrafo), o pronome possessivo em destaque promove a coesão referencial, pois faz uma menção anafórica a um elemento citado anteriormente no texto. correto, o elemento citado anteriormente: cantor, segundo melhor artista. CORRETO: coesão por referência, evitando a repetição e anafórica, pois se refere a um elemento citado anteriormente (Bob Dylan, cantor)

c) No trecho "anunciou hoje (13) a Academia Sueca" (1º parágrafo), a utilização do advérbio promove a coesão circunstancial, uma vez que situa o interlocutor no tempo em que se deu o fato relatado. A coesão é circunstancial, porém não situa no tempo, em que se deu o fato como afirma a questão

d) Em "aos 10 anos Dylan escreveu seus primeiros poemas" (2º parágrafo), a coesão foi estabelecida pelo pronome por causa da ênfase que se quis dar à determinada informação, priorizando a posse que ele tinha dos poemas, em vez de sua idade. A ênfase não é dada a posse dos poemas, mas sim a idade com que ele escreveu..

e) No trecho "quando foi para a Universidade de Minnesota em 1959, voltou-se para folk music" (2º parágrafo), a coesão por substituição é possibilitada pela partícula destacada, um pronome pessoal do caso oblíquo. Neste caso, voltou-se é um verbo pronominal, não se tratando portanto de coesão por substtuição, pois não retoma elemento já citado..

Date: 02/06/2018

Eu havia marcado a opção "A", mas a Priscilla nos deu uma aula na correção e a Simone foi pontual na minha opção marcada: existe uma coesão por referência e não por elipse, minha pergunta é, se a questão estivesse afirmando ser uma coesão por referência, pois faz uma menção anafórica, estaria certa?

Date: 02/06/2018

Felipe, de fato, se a alternativa dissesse "anafórica" estaria certa.

Eu errei a questão por pura falta de atenção (preguiça de raciocínio). A Priscila foi realmente brilhante na correção. Letra B a correta.

Se eu me desse ao trabalho de subtituir "suas" por "dele", talvez ficasse mais visível o fato de que o pronome se refere ao "cantor" e não a "uma das principais canções". --> "Uma das principais canções dele, Like a rolling stones". Dele, o cantor.

Date: 02/06/2018

na questão o autor se refere ao cantor e nao a musica por isso eh anaforica

Date: 02/06/2018

Olá amigos concurseiros fiquei com dúvida nesse questão. O elemento da legenda conta na interpretação de um texto? Porque se contar, não consigo concordar com os colegas de porque a letra c estaria errada uma vez que a informação, na legenda, que o hoje foi publicado no dia 13 de outubro de 2016 e portanto o advérbio promoveria sim uma coesão circunstancial juntada com todos os elementos do texto. Grato se alguém puder tirar essa minha dúvida.

Date: 02/06/2018

Banca CVEST é isso? Nossa gente, que erro grotesco heim? A menção citada na alternativa B é catafórica, não tem nem o que se discutir. Alguém sabe qual foi a justificativa da banca e o porquê a questão não foi anulada?

Date: 02/06/2018

Questão anulada! :P

Date: 02/06/2018

AFINAL FOI ANULADA?

E os comentários da priscilla e tantos outros que concordaram?

Estavam certos ou não?

Tantas pessoas elogiando e concordando, por favor ! explique o correto.

Date: 02/06/2018

NÃO CONSEGUIR ENCONTRAR NADA SOBRE ANULAÇÃO DA QUESTÃO????

Date: 02/06/2018

Caros colegas, entendi da seguinte forma: O pronome possessivo concorda com o termo que vem a sua frente, no entanto retoma o termo anterior, no caso em tela, o pronome SUAS concorda com principais canções, porém retoma o próprio autor (Bob Dylan). O nome da música (like a roling stones) aparece entre vírgulas, pois se trata de aposto explicativo podendo até mesmo ser retirado da frase.

Date: 02/06/2018

Demorei para aceitar essa resposta, mas faz sentido o nome da música ser um aposto e a referência de fato dos 'suas' é o 'cantor' e 'artista'.

Questão trabalhosa!

Date: 02/06/2018

Cara, quando ele fala: uma de suas principais canções, ele ta se referindo a MUSICA que mais se destacou. Então isso é cataforico

Date: 02/06/2018

Entendi a frase da seguinte maneira: Uma de suas principais canções = Uma das principais canções de Bob Dylan, Like a Rolling Stones.

Retomando, desta forma, um elemento citado anteriormente em relação de anáfora

Date: 02/06/2018

Pelas estatísticas essa questão tirara muita gente da prova, apesar de quase ninguém ser obrigado a concordar se a banca deu como certa o jeito é aceitar, mas para quem fez a prova no dia e quis recorrer aí é outra história. Bons Estudos.

O § 2° do art. 10 da Lei nº 11.091, de 12 de janeiro de 2005, define a progressão por mérito

profissional como

Date: 02/06/2018

todas as questões estão erradas. a letra E no lugar de ser 18 era pra ser 2 anos


Date: 02/06/2018

DO INGRESSO NO CARGO E DAS FORMAS DE DESENVOLVIMENTO


Art. 10. O desenvolvimento do servidor na carreira dar-se-á, exclusivamente, pela mudança de nível de capacitação e de padrão de vencimento mediante, respectivamente, Progressão por Capacitação Profissional ou Progressão por Mérito Profissional.

§ 1o Progressão por Capacitação Profissional é a mudança de nível de capacitação, no mesmo cargo e nível de classificação, decorrente da obtenção pelo servidor de certificação em Programa de capacitação, compatível com o cargo ocupado, o ambiente organizacional e a carga horária mínima exigida, respeitado o interstício de 18 (dezoito) meses, nos termos da tabela constante do Anexo III desta Lei.

§ 2oProgressão por Mérito Profissional é a mudança para o padrão de vencimento imediatamente subsequente, a cada 2 (dois) anos de efetivo exercício, desde que o servidor apresente resultado fixado em programa de avaliação de desempenho, observado o respectivo nível de capacitação.

Art. 10-A. A partir de 1° de maio de 2008, o interstício para Progressão por Mérito Profissional na Carreira, de que trata o § 2 do art. 10 desta Lei, passa a ser de 18 (dezoito) meses de efetivo exercício. (Incluído pela Lei nº 11,784, de 2008)

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006...



“É determinado pela qualidade das relações entre governo e cidadão, entre burocracia e clientelas. O comportamento (responsável ou não responsável) dos servidores públicos é consequência das atitudes e comportamento das próprias clientelas” (CAMPOS, 1990). A responsabilização permanente dos gestores públicos em razão dos atos praticados em decorrência do uso do poder que lhes é outorgado pela sociedade é denominado de

Date: 02/06/2018

reposta: Accountability

Accountability é um termo da língua inglesa que pode ser traduzido para o português como responsabilidade com ética e remete à obrigação, à transparência, de membros de um órgão administrativo ou representativo de prestar contas a instâncias controladoras ou a seus representados. Outro termo usado numa possível versão portuguesa é responsabilização. Também traduzida como prestação de contas, significa que quem desempenha funções de importância na sociedade deve regularmente explicar o que anda a fazer, como faz, por qual motivo faz, quanto gasta e o que vai fazer a seguir. Não se trata, portanto, apenas de prestar contas em termos quantitativos mas de auto-avaliar a obra feita, de dar a conhecer o que se conseguiu e de justificar aquilo em que se falhou. A obrigação de prestar contas, neste sentido amplo, é tanto maior quanto a função é pública, ou seja, quando se trata do desempenho de cargos pagos pelo dinheiro dos contribuintes.

Accountability é um conceito da esfera ética com significados variados. Frequentemente é usado em circunstâncias que denotam responsabilidade civil, imputabilidade, obrigações e prestação de contas. Na administração, a accountability é considerada um aspecto central da governança, tanto na esfera pública como na privada, como a controladoria ou contabilidade de custos. Na prática, a accountability é a situação em que "A reporta a B quando A é obrigado a prestar contas a B de suas ações e decisões, passadas ou futuras, para justificá-las e, em caso de eventual má-conduta, receber punições."[3]Em papéis de liderança, accountability é a confirmação de recepção e suposição de responsabilidade para ações, produtos, decisões, e políticas incluindo a administração, governo e implementação dentro do alcance do papel ou posição de emprego e incluir a obrigação de informar, explicar e ser respondíveis para resultar consequências positivas.

fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Accountability

Date: 02/06/2018

Questão extremamente mau formulada.....accountability tem entre suas principais características a transparência e prestação de contas do dinheiro público...onde aparece isto no enunciado...?

Date: 02/06/2018

Concordo , questão mau formulada

Date: 02/06/2018

Em alguns textos já li que a tradução mais próxima de "Accountability", é realmente o termo "responsabilização" (dos gestores públicos) no trato da "coisa/res pública".

Date: 02/06/2018

Questão horrorosa! Querem inovar e acabam se atrapalhando.

Date: 02/06/2018

Complementando:

A questão pede a definição do autor CAMPOS, 1990, que diz em sua obra:

"O exercício da accountability é determinado pela qualidade das relações entre governo e cidadão, entre burocracia e clientelas. O comportamento (responsável ou não- responsável) dos servidores públicos é conseqüência das atitudes e comportamento das próprias clientelas."

Accountability é um termo da língua inglesa, que remete à obrigação de membros de um órgão administrativo ou representativo de "prestar contas" a instâncias controladoras ou a seus representados, tanto do ponto de vista da legalidade (conformidade) quanto do desempenho (gestão). Refere-se à capacidade de resposta dos governos (answerability) e à obrigação de informar e explicar seus atos. Página 106

A Accountability está diretamente relacionada ao princípio da publicidade e da transparência, promovendo uma percepção positiva dos cidadãos em relação aos governantes com maior accountability , no sentido de agirem em defesa do interesse coletivo. Página 107

Trechos retirado do livro: Administração Geral e Pública, Elisabete de Abreu e Lima Moreira

A Inexigibilidade de Licitação pode ocorrer no seguinte caso:

Date: 02/06/2018

lei 8.666/93

Art. 25. É inexigível a licitação quando houver inviabilidade de competição, em especial:

I - para aquisição de materiais, equipamentos, ou gêneros que só possam ser fornecidos por produtor, empresa ou representante comercial exclusivo, vedada a preferência de marca, devendo a comprovação de exclusividade ser feita através de atestado fornecido pelo órgão de registro do comércio do local em que se realizaria a licitação ou a obra ou o serviço, pelo Sindicato, Federação ou Confederação Patronal, ou, ainda, pelas entidades equivalentes;

II - para a contratação de serviços técnicos enumerados no art. 13 desta Lei, de natureza singular, com profissionais ou empresas de notória especialização, vedada a inexigibilidade para serviços de publicidade e divulgação;

III - para contratação de profissional de qualquer setor artístico, diretamente ou através de empresário exclusivo, desde que consagrado pela crítica especializada ou pela opinião pública.

§ 1o Considera-se de notória especialização o profissional ou empresa cujo conceito no campo de sua especialidade, decorrente de desempenho anterior, estudos, experiências, publicações, organização, aparelhamento, equipe técnica, ou de outros requisitos relacionados com suas atividades, permita inferir que o seu trabalho é essencial e indiscutivelmente o mais adequado à plena satisfação do objeto do contrato.

§ 2o Na hipótese deste artigo e em qualquer dos casos de dispensa, se comprovado superfaturamento, respondem solidariamente pelo dano causado à Fazenda Pública o fornecedor ou o prestador de serviços e o agente público responsável, sem prejuízo de outras sanções legais cabíveis.

Date: 02/06/2018

Questão mistura o art 24 licitação dispensável e o art 25 inexigibilidade.

A questão CERTA é a letra B.


Atentar para letra E - Para a aquisição ou restauração de obras de arte e objetos históricos, de autenticidade certificada, desde que compatíveis ou inerentes às finalidades do órgão ou entidade

O Art 24, XV pode, em algumas situações, confundir com o Art 25, II quando faz referência ao contratação de serviços técnicos enumerados no Art 13, VII - restauração de obras de arte e bens de valor histórico.

Date: 02/06/2018

lei 8.666/93

Art. 25. É inexigível a licitação quando houver inviabilidade de competição, em especial:

I - para aquisição de materiais, equipamentos, ou gêneros que só possam ser fornecidos por produtor, empresa ou representante comercial exclusivo, vedada a preferência de marca, devendo a comprovação de exclusividade ser feita através de atestado fornecido pelo órgão de registro do comércio do local em que se realizaria a licitação ou a obra ou o serviço, pelo Sindicato, Federação ou Confederação Patronal, ou, ainda, pelas entidades equivalentes;

II - para a contratação de serviços técnicos enumerados no art. 13 desta Lei, de natureza singular, com profissionais ou empresas de notória especialização, vedada a inexigibilidade para serviços de publicidade e divulgação;

III - para contratação de profissional de qualquer setor artístico, diretamente ou através de empresário exclusivo, desde que consagrado pela crítica especializada ou pela opinião pública.

§ 1o Considera-se de notória especialização o profissional ou empresa cujo conceito no campo de sua especialidade, decorrente de desempenho anterior, estudos, experiências, publicações, organização, aparelhamento, equipe técnica, ou de outros requisitos relacionados com suas atividades, permita inferir que o seu trabalho é essencial e indiscutivelmente o mais adequado à plena satisfação do objeto do contrato.

§ 2o Na hipótese deste artigo e em qualquer dos casos de dispensa, se comprovado superfaturamento, respondem solidariamente pelo dano causado à Fazenda Pública o fornecedor ou o prestador de serviços e o agente público responsável, sem prejuízo de outras sanções legais cabíveis.

Date: 02/06/2018

lei 8.666/93

Art. 25. É inexigível a licitação quando houver inviabilidade de competição, em especial:

I - para aquisição de materiais, equipamentos, ou gêneros que só possam ser fornecidos por produtor, empresa ou representante comercial exclusivo, vedada a preferência de marca, devendo a comprovação de exclusividade ser feita através de atestado fornecido pelo órgão de registro do comércio do local em que se realizaria a licitação ou a obra ou o serviço, pelo Sindicato, Federação ou Confederação Patronal, ou, ainda, pelas entidades equivalentes;

II - para a contratação de serviços técnicos enumerados no art. 13 desta Lei, de natureza singular, com profissionais ou empresas de notória especialização, vedada a inexigibilidade para serviços de publicidade e divulgação;

III - para contratação de profissional de qualquer setor artístico, diretamente ou através de empresário exclusivo, desde que consagrado pela crítica especializada ou pela opinião pública.

§ 1o Considera-se de notória especialização o profissional ou empresa cujo conceito no campo de sua especialidade, decorrente de desempenho anterior, estudos, experiências, publicações, organização, aparelhamento, equipe técnica, ou de outros requisitos relacionados com suas atividades, permita inferir que o seu trabalho é essencial e indiscutivelmente o mais adequado à plena satisfação do objeto do contrato.

§ 2o Na hipótese deste artigo e em qualquer dos casos de dispensa, se comprovado superfaturamento, respondem solidariamente pelo dano causado à Fazenda Pública o fornecedor ou o prestador de serviços e o agente público responsável, sem prejuízo de outras sanções legais cabíveis.

Date: 02/06/2018

Art. 25. É inexigível a licitação quando houver inviabilidade de competição, em especial:

I - para aquisição de materiais, equipamentos, ou gêneros que só possam ser fornecidos por produtor, empresa ou representante comercial exclusivo, vedada a preferência de marca, devendo a comprovação de exclusividade ser feita através de atestado fornecido pelo órgão de registro do comércio do local em que se realizaria a licitação ou a obra ou o serviço, pelo Sindicato, Federação ou Confederação Patronal, ou, ainda, pelas entidades equivalentes;

II - para a contratação de serviços técnicos enumerados no art. 13 desta Lei, de natureza singular, com profissionais ou empresas de notória especialização, vedada a inexigibilidade para serviços de publicidade e divulgação;

III - para contratação de profissional de qualquer setor artístico, diretamente ou através de empresário exclusivo, desde que consagrado pela crítica especializada ou pela opinião pública.

Date: 02/06/2018

Resposta: B.

É só e só mente só a letra da lei (Art. 25, III).

Date: 02/06/2018

a) dispensa (XXII)

b) inexigibilidade

c) dispensa (XIX)

d) dispensa (XX)

e) dispensa (XV)

A Estrutura Organizacional é o instrumento essencial para o desenvolvimento e a implementação do plano organizacional nas empresas e deve ser delineada de acordo com os objetivos e as estratégias estabelecidos. Assim, considere as seguintes proposições: I. A estrutura organizacional é formalmente representada pelo organograma, sendo um produto acabado que facilita a melhor compreensão do todo organizacional. II. São componentes da estrutura organizacional os sistemas de responsabilidade, autoridade e comunicação.
III. Na estrutura matricial, a organização tem a sua dinâmica ditada pela estruturação tradicional e por projeto.
IV. Na estrutura matricial, as equipes são fixas, com profissionais especializados dedicados a atividades específicas.
V. A estrutura organizacional tem como níveis de abrangência: Nível da Empresa, Nível da Unidade Estratégica de Negócio (UEN) e o nível de Corporação.
Estão CORRETAS apenas as afirmações constantes nos itens

Date: 02/06/2018

Só não entendi porque a afirmativa I está incorreta, se alguém souber por favor explique.

Date: 02/06/2018

porque a estrutura organizacional não é um produto acabado.

Date: 02/06/2018

O organograma, bem como a estrutura organizacional não são produtos acabados, pela própria dinâmica da organização (empresa). Pois, tudo muda o tempo todo, e as organizações acompanham estas mudanças e, portanto, vivem em constante evolução. Por este motivo que não se trata de produto acabado, no sentido de algo definitivo.

Minha humilde opinião.

Date: 02/06/2018

Estruturas matriciais são híbridas:

⇒ têm a parte vertical (tradicional), que geralmente traz uma estrutura funcional,

⇒ e tem a parte horizontal, que geralmente traz uma estrutura por projetos.

Ela é ótima para organizações que lidam com projetos, como grandes construtoras, pois consegue organizar setores funcionais e especializados dentro de vários projetos de obras.

Fonte: http://esquemas.esquemaria.com.br/6-2014/5-6-2014/27-Questoes-Comentadas-Estruturas-Organizacionais.pdf