O Questões Grátis disponibiliza mais de 600 MIL questões, de forma GRATUITA e SEM LIMITAÇÕES.

Instale o App Questões Grátis e estude melhor! No App você pode salvar os filtros, gerar estatísticas, e muito mais. Os botões para baixar o App se encontram no topo do site.

Logo abaixo você encontra milhares de questões. Para refinar sua busca, aplique os filtros desejados (buscar por disciplina, banca, cargo, ano...). Caso deseje excluir os filtros, clique em “Limpar Filtro”.

Para estudar, aplique os FILTROS abaixo:

2017_01_13_58790311915a8.PNG

A utilização de pronomes e advérbios pode contribuir para a coesão textual. Sobre esse assunto,

assinale a alternativa que analisa corretamente o processo coesivo em questão.

Date: 02/06/2018

Onde está o termo destacado da questão?


Date: 02/06/2018

Não concordo com o gabarito.

Pois o pronome faz uma menção catafórica e não anafórica como é sugerido na questão.

Se alguém concordar com gabarito, por gentileza, esclareça minha dúvida.



Date: 02/06/2018

São chamados de pronomes anafóricos aqueles que estabelecem uma referência dependente com um termo antecedente, é uma palavra herdada do grego "anaphorá" e do latim "anaphora".

Designa-se ANÁFORA (não confundir com a figura de linguagem de mesmo nome) o termo ou expressão que, em um texto ou discurso, faz referência direta ou indireta a um termo anterior. O termo anafórico retoma um termo anterior, total ou parcialmente, de modo que, para compreendê-lo dependemos do termo antecedente.

Date: 02/06/2018

Não entendi, citado anteriormente?

mas o nome da canção a qual o trecho faz referência esta posterior,

alguém pode explicar?

Date: 02/06/2018

Não entendi, citado anteriormente?

mas o nome da canção a qual o trecho faz referência esta posterior,

alguém pode explicar?

Date: 02/06/2018

Concordo com os demais, pra mim era catafórica.

Date: 02/06/2018

Eu também pensei que era catafóra, mas se analisarmos de um ponto de vista mais especifico no que compreende o pronome possessivo em destaque, no caso, "suas" remete ao cantor que já havia sido dito anteriormente. Pode ser anafórica. O que acham?

Date: 02/06/2018
a) Em "por ele ter criado novas formas de expressão poética" (1º parágrafo), o pronome pessoal destacado possibilita a coesão por elipse, uma vez que o nome do cantor é omitido, isto é, fica elíptico. O pronome pessoal é o sujeito da oração, nada tem a ver com omissão do nome do cantor.

b) No trecho "Uma de suas principais canções" (3º parágrafo), o pronome possessivo em destaque promove a coesão referencial, pois faz uma menção anafórica a um elemento citado anteriormente no texto. correto, o elemento citado anteriormente: cantor, segundo melhor artista.

c) No trecho "anunciou hoje (13) a Academia Sueca" (1º parágrafo), a utilização do advérbio promove a coesão circunstancial, uma vez que situa o interlocutor no tempo em que se deu o fato relatado. Pode ser em qualquer dia o "hoje", não situa no tempo do fato, situa no momento da leitura.

d) Em "aos 10 anos Dylan escreveu seus primeiros poemas" (2º parágrafo), a coesão foi estabelecida pelo pronome por causa da ênfase que se quis dar à determinada informação, priorizando a posse que ele tinha dos poemas, em vez de sua idade. A ênfase é dada na idade.

e) No trecho "quando foi para a Universidade de Minnesota em 1959, voltou-se para folk music" (2º parágrafo), a coesão por substituição é possibilitada pela partícula destacada, um pronome pessoal do caso oblíquo. "Se" é parte integrante do verbo: voltar-se = tender.


Esse foi meu entendimento, se alguém puder complementar/corrigir, agradeço...


Date: 02/06/2018

Achei brilhante a resposta da Priscilla e concordo totalmente com ela no destaque da letra B, que também errei, pois a relação anafórica é com cantor.

Havia marcado C mas como ela disse e é muito abordado pela FGV "não situa no tempo do fato, situa no momento da leitura".

obrigado...

Date: 02/06/2018

a) Em "por ele ter criado novas formas de expressão poética" (1º parágrafo), o pronome pessoal destacado possibilita a coesão por elipse, uma vez que o nome do cantor é omitido, isto é, fica elíptico. O pronome pessoal destacado possibilita a coesão por referência, evitando repetições indesejadas.

b) No trecho "Uma de suas principais canções" (3º parágrafo), o pronome possessivo em destaque promove a coesão referencial, pois faz uma menção anafórica a um elemento citado anteriormente no texto. correto, o elemento citado anteriormente: cantor, segundo melhor artista. CORRETO: coesão por referência, evitando a repetição e anafórica, pois se refere a um elemento citado anteriormente (Bob Dylan, cantor)

c) No trecho "anunciou hoje (13) a Academia Sueca" (1º parágrafo), a utilização do advérbio promove a coesão circunstancial, uma vez que situa o interlocutor no tempo em que se deu o fato relatado. A coesão é circunstancial, porém não situa no tempo, em que se deu o fato como afirma a questão

d) Em "aos 10 anos Dylan escreveu seus primeiros poemas" (2º parágrafo), a coesão foi estabelecida pelo pronome por causa da ênfase que se quis dar à determinada informação, priorizando a posse que ele tinha dos poemas, em vez de sua idade. A ênfase não é dada a posse dos poemas, mas sim a idade com que ele escreveu..

e) No trecho "quando foi para a Universidade de Minnesota em 1959, voltou-se para folk music" (2º parágrafo), a coesão por substituição é possibilitada pela partícula destacada, um pronome pessoal do caso oblíquo. Neste caso, voltou-se é um verbo pronominal, não se tratando portanto de coesão por substtuição, pois não retoma elemento já citado..

Date: 02/06/2018

Eu havia marcado a opção "A", mas a Priscilla nos deu uma aula na correção e a Simone foi pontual na minha opção marcada: existe uma coesão por referência e não por elipse, minha pergunta é, se a questão estivesse afirmando ser uma coesão por referência, pois faz uma menção anafórica, estaria certa?

Date: 02/06/2018

Felipe, de fato, se a alternativa dissesse "anafórica" estaria certa.

Eu errei a questão por pura falta de atenção (preguiça de raciocínio). A Priscila foi realmente brilhante na correção. Letra B a correta.

Se eu me desse ao trabalho de subtituir "suas" por "dele", talvez ficasse mais visível o fato de que o pronome se refere ao "cantor" e não a "uma das principais canções". --> "Uma das principais canções dele, Like a rolling stones". Dele, o cantor.

Date: 02/06/2018

na questão o autor se refere ao cantor e nao a musica por isso eh anaforica

Date: 02/06/2018

Olá amigos concurseiros fiquei com dúvida nesse questão. O elemento da legenda conta na interpretação de um texto? Porque se contar, não consigo concordar com os colegas de porque a letra c estaria errada uma vez que a informação, na legenda, que o hoje foi publicado no dia 13 de outubro de 2016 e portanto o advérbio promoveria sim uma coesão circunstancial juntada com todos os elementos do texto. Grato se alguém puder tirar essa minha dúvida.

Date: 02/06/2018

Banca CVEST é isso? Nossa gente, que erro grotesco heim? A menção citada na alternativa B é catafórica, não tem nem o que se discutir. Alguém sabe qual foi a justificativa da banca e o porquê a questão não foi anulada?

Date: 02/06/2018

Questão anulada! :P

Date: 02/06/2018

AFINAL FOI ANULADA?

E os comentários da priscilla e tantos outros que concordaram?

Estavam certos ou não?

Tantas pessoas elogiando e concordando, por favor ! explique o correto.

Date: 02/06/2018

NÃO CONSEGUIR ENCONTRAR NADA SOBRE ANULAÇÃO DA QUESTÃO????

Date: 02/06/2018

Caros colegas, entendi da seguinte forma: O pronome possessivo concorda com o termo que vem a sua frente, no entanto retoma o termo anterior, no caso em tela, o pronome SUAS concorda com principais canções, porém retoma o próprio autor (Bob Dylan). O nome da música (like a roling stones) aparece entre vírgulas, pois se trata de aposto explicativo podendo até mesmo ser retirado da frase.

Date: 02/06/2018

Demorei para aceitar essa resposta, mas faz sentido o nome da música ser um aposto e a referência de fato dos 'suas' é o 'cantor' e 'artista'.

Questão trabalhosa!

Date: 02/06/2018

Cara, quando ele fala: uma de suas principais canções, ele ta se referindo a MUSICA que mais se destacou. Então isso é cataforico

Date: 02/06/2018

Entendi a frase da seguinte maneira: Uma de suas principais canções = Uma das principais canções de Bob Dylan, Like a Rolling Stones.

Retomando, desta forma, um elemento citado anteriormente em relação de anáfora

Date: 02/06/2018

Pelas estatísticas essa questão tirara muita gente da prova, apesar de quase ninguém ser obrigado a concordar se a banca deu como certa o jeito é aceitar, mas para quem fez a prova no dia e quis recorrer aí é outra história. Bons Estudos.

Provas: CVEST - 2017 - IFPE - Arquivista
Disciplina: Arquivologia
Assuntos:

Acerca das linguagens documentárias, utilizadas na organização da informação arquivística, é INCORRETO afirmar que:

Date: 02/06/2018
  • a) São conjuntos controlados de termos que proporcionam uma representação padronizada do conteúdo informacional. (CERTA, Normas para descrição de documentos arquivísticos visam garantir descrições consistentes, apropriadas e auto-explicativas. A padronização da descrição, além de proporcionar maior qualidade ao trabalho técnico, contribui para a economia dos recursos aplicados e para a otimização das informações recuperadas. Ao mesmo tempo que influem no tratamento técnico realizado pelas entidades custodiadoras, as normas habilitam o pesquisador ao uso mais ágil de instrumentos de pesquisa que estruturam de maneira semelhante a informação)
  • b) Têm por objetivo promover a comunicação entre usuário e conteúdo dos documentos.(CERTA, Nos níveis mais gerais, o âmbito e conteúdo é um elemento importante para o usuário identificar se a unidade de descrição contém ou não informações relevantes para a sua pesquisa. Nos níveis mais específicos, seu uso deve se restringir a situações em que o elemento de descrição necessite de informações complementares)
  • c) São instrumentos de avaliação e classificação dos documentos nas fases do arquivo. ERRADA, Este elemento de descrição será normalmente utilizado nos níveis mais gerais de descrição. Recomenda-se, para unidades de descrição em fase intermediária, o registro de informações quanto à destinação, prazos de guarda e datas para o cumprimento das ações previstas. Perdas de documentos por extravios, atos de vandalismo ou sinistros devem ser registradas no elemento História arquivística.
  • d) Permitem a transformação das informações dos textos em linguagem natural para uma linguagem controlada. - CERTA, se refere aos pontos de acesso e indexação de assuntos. Com objetivo de: Registrar os procedimentos para recuperação do conteúdo de determinados elementos de descrição, por meio da geração e elaboração de índices baseados em entradas autorizadas e no controle do vocabulário adotado. Para indexar os assuntos presentes nas unidades de descrição, extraia os termos em linguagem natural, transformando-os em linguagem controlada, de modo a construir um vocabulário controlado.
  • e) Auxiliam no processo de indexação, descrição, classificação e recuperação de documentos. (CERTA)
Provas: CVEST - 2017 - IFPE - Arquivista
Disciplina: Arquivologia
Assuntos:

De acordo com os princípios da descrição de documentos de arquivo, considerando a área de identificação, o elemento que se refere ao registro do local de produção de um documento, diz respeito à:

Date: 02/06/2018

Data tópica - Elemento intrínseco de um documento , correspondente ao local de sua produção.

Gabarito: A

Fonte: Dicionário Arquivístico

Com relação à NOBRADE, assinale V para a alternativa Verdadeira e F para a Falsa. ( ) A Nobrade é a tradução das normas ISAD (G ) e ISAAR (CPF );
( ) Embora voltada preferencialmente para a descrição de documentos em fase permanente, pode também ser aplicada à descrição nas fases corrente e intermediária;
( ) Esta norma estabelece diretivas para a descrição no Brasil de documentos arquivísticos,
porém, não é compatível com as normas internacionais em vigor ISAD(G ) e ISAAR(CPF );
( ) A Nobrade prevê a existência de oito áreas, compreendendo 26 elementos de descrição;
( ) A Nobrade é preferencialmente usada para a descrição de documentos no suporte papel.

Date: 02/06/2018

F - Esta norma, aprovada pela Resolução nº 28 do CONARQ, estabelece diretivas para a descrição no Brasil de documentos arquivísticos, compatíveis com as normas internacionais em vigor ISAD (G) e ISAAR (CPF), e tem em vista facilitar o acesso e o intercâmbio de informações em âmbito nacional e internacional.

V - Embora voltada preferencialmente para a descrição de documentos em fase permanente, pode também ser aplicada à descrição em fases corrente e intermediária.

F - Esta norma, aprovada pela Resolução nº 28 do CONARQ, estabelece diretivas para a descrição no Brasil de documentos arquivísticos, compatíveis com as normas internacionais em vigor ISAD (G) e ISAAR (CPF), e tem em vista facilitar o acesso e o intercâmbio de informações em âmbito nacional e internacional.

F - Esta norma prevê a existência de oito áreas compreendendo 28 elementos de descrição.

F - Esta Norma deve ser aplicada à descrição de qualquer documento, independentemente de seu suporte ou gênero.

Link. (http://www.conarq.arquivonacional.gov.br/publicacoes-2/34-norma-brasileira-de-descricao-arquivistica-nobrade.html )

GABARITO : A

Com relação ao método de desinfestação por anóxia, é CORRETO afirmar:

Date: 02/06/2018

O método de desinfestação por anoxia consiste na modificação artificial da atmosfera (prática designada por atmosfera controlada) de um determinado espaço, mediante a retirada de oxigênio até níveis inferiores a 0,5% e a introdução de um gás inerte, neste caso o azoto.

Fonte: http://www.biblioteca.fct.unl.pt/servicos/desinfestacao-por-anoxia

Date: 02/06/2018

Sempre que os objetos são demasiado grandes ou demasiado numerosos utiliza-se a desinfestação por anóxia recorrendo ao Departamento de Conservação e Restauro do Instituto dos Museus e da Conservação.

Este método consiste na colocação dos objetos a desinfestar no interior de uma bolsa de plástico pouco permeável ao oxigênio e termicamente selada. O oxigênio no interior dessa bolsa é depois substituído por nitrogênio. É necessário ir monitorizando a percentagem de oxigênio no interior, que deve ser inferior a 0,2%, para garantir a eficácia do método. Os objetos são assim mantidos por um período de três a cinco semanas.

Podemos afirmar que o objetivo da descrição arquivística é

Date: 02/06/2018

CORRETA: B

DESCRIÇÃO: Conjunto de procedimentos que leva em conta os elementos formais (o contexto) e de conteúdo dos documentos para elaboração de instrumentos de pesquisa, visando assim, o acesso aos mesmos.

FONTE: http://www.arquivos.uff.br/index.php/glossario-de-terminologia-arquivistica

Relatório de Atividades, Ata, Minuta e Papel são respectivamente:

Date: 02/06/2018
  • Gênero: refere-se à maneira de representar o documento de acordo com o seu suporte. Assim, os documentos podem ser textuais (quando a informação está escrita), cartográficos (quando o documento representa uma área maior, como em plantas e mapas), iconográfico (quando o documento possui a informação em forma de imagem estática, como em fotografias, partituras, e cartazes), filmográficos (quando a informação está representada em forma de imagem em movimento, como em filmes), sonoros (quando a informação está registrada em forma fonográfica, como em discos, e CDs), micrográficos (quando o documento possui a informação registrada em microforma, como em microfilmes e microfichas) e informáticos ou digitais (quando o documento está gravado em meio digital e, por isso, necessita de equipamentos eletrônicos para serem lidos, como um documento em .doc ou .pdf).
  • Espécie: espécie é a definição a partir da disposição e da natureza das informações, são exemplos: Ata, Contrato, Decreto, Ofício, Certidão…
  • Tipologia: tipologia documental é a configuração que assume a espécie de acordo com a atividade que a gerou, por exemplo: Ata de reunião, Contrato de prestação de serviço, Certidão de nascimento…
  • Natureza do assunto: esta classificação informa se a natureza do assunto tratado no documento prejudica a administração ou não quando divulgado. Se sua divulgação não acarreta prejuízo se diz que o documento é "ostensivo" e quando prejudica alguém ele é "sigiloso" e tem restrições de acesso.
  • Forma: refere-se ao estágio de preparação do documento, se ele é pré-original, original, ou pós-original. Simplificando: se o documento é rascunho (quando estamos o elaborando e podemos alterá-lo) ou minuta (quando para torná-lo 'oficial' faltam apenas os sinais de validação, como a assinatura) dizemos que ele é um pré-original e quando se configura em uma cópia idêntica ao original chamamos de porta-original.
  • Formato: é determinado de acordo com as características físicas e técnicas de registros com que se apresenta o documento. São exemplos de formatos: livros, fichas, caderno e pergaminho.
Date: 02/06/2018

Resposta C

Tipo documental: É a configuração que assume um documento de acordo com a atividade que a gerou. Ex.: Ata de Posse. Boletim de notas, Regimento de Departamento, etc.

MACETE: TIPO DOCUMENTAL = ESPÉCIE + TIPOLOGIA (de atividades, de serviço, de posse, de concurso, )

Espécie: É a configuração que assume um documento de acordo com a disposição e a natureza das informações contidas. Ex.: Ata, relatórios, carta, ofício, proposta, diploma, atestado, requerimento, organograma, etc.

Forma: Estágio de preparação. Ex.: Rascunho ou minuta,original ou cópia, etc.

Suporte.Meio no qual a informação é registrada. Ex.: pen drive, folha A4, microfilme, etc.


Provas: CVEST - 2017 - IFPE - Arquivista
Disciplina: Arquivologia
Assuntos:

Ao considerar o percurso epistemológico da Arquivologia como campo científico, as ações que constituíram as atividades desenvolvidas no paradigma custodial, patrimonialista e tecnicista, tinham como características:
I. A sobrevalorização da guarda, conservação e restauro do suporte, como função basilar da atividade profissional dos arquivistas.
II. A prioridade máxima dada ao acesso à informação por todos, em condições bem definidas e transparentes, uma vez que só o acesso público justifica e legitima a custódia e a preservação dos documentos.
III. Alteração do quadro teórico-funcional da atividade disciplinar e profissional por uma postura diferente, sintonizada com o universo dinâmico das Ciências Sociais empenhada na compreensão dos fenômenos sociais e culturais que envolvem a produção de documentos.
IV. A importância crescente do acesso ao conteúdo, através de instrumentos de pesquisa (guias, inventários, catálogos e índices) e do aprofundamento dos modelos de classificação e indexação de documentos
V. A eficiência e eficácia administrativa, pelo uso da informação de alta qualidade como instrumento de apoio à tomada de decisões na instituição.
Está INCORRETO o que se afirma em:

De modo geral, no contexto arquivístico, o fundo documental, quanto ao seu desenvolvimento, pode ser caracterizado como

Date: 02/06/2018

FUNDO ABERTO

Fundo ao qual podem ser acrescentados novos documentos em função do fato de a entidade produtora continuar em atividade.

FUNDO FECHADO

Fundo que não recebe acréscimos de documentos, em função de a entidade produtora não se encontrar mais em atividade.


Date: 02/06/2018

Fundo aberto: quando o órgão produtor e acumulador da documentação ainda se encontra em atividade, continuando a gerar documentos arquivísticos.

Fundo fechado: quando o órgão gerador da documentação não mais produz ou acumula documentos em virtude geralmente da cessação de suas atividades.

Gabarito "E"

Date: 02/06/2018

Fundo aberto: o arquivo em pode receber novos documentos.

Fundo fechado: Não há possibilidade de recebimento de novos documentos ,pois a instituição não realiza mais suas atividades

2017_01_13_587902f963ce0.PNG

O TEXTO 03 é uma peça publicitária que estabelece um interessante diálogo com a obra modernista Abaporu, de Tarcila do Amaral. A principal estratégia argumentativa do texto é

Date: 02/06/2018

Gabarito: D

Por Ana Lucia Santana

A intertextualidade pode ser compreendida como a produção de um discurso com base em outro texto previamente estruturado. Em cada caso este conceito assumirá papeis distintos, em decorrência dos enunciados e das circunstâncias nos quais ele será embutido.

Este elemento está vinculado certamente ao domínio de um saber geral sobre o mundo, o qual deve ser dividido, melhor dizendo, precisa estar presente tanto na experiência de vida do criador da mensagem quanto de seu decodificador. É possível haver ou não uma interação entre várias esferas do conhecimento, não necessariamente se limitando à obra literária.

Há pelo menos sete tipos de intertextualidade:

Epígrafe: consiste em um texto inicial, que tem como objetivo abrir uma narrativa. É, portanto, um registro escrito introdutório utilizado como diretriz do discurso central por ser capaz de sintetizar de maneira modelar a filosofia do escritor.

A palavra 'epígrafe' tem origem no idioma grego e pode ser traduzida aproximadamente como 'escrita na posição superior'. Essa modalidade de intertextualidade é utilizada quando um escritor se vale da passagem de uma obra prévia para dar início ao seu próprio enredo.

Citação: é a referência a uma passagem do discurso de outra pessoa no meio de um texto, entre aspas e normalmente acompanhada da identidade de seu criador.

Paráfrase: ocorre quando o escritor reinventa, com instrumentos apropriados, um texto pré-existente, resgatando para o leitor sua filosofia originária. O termo provém do grego "para-phrasis", que tem o sentido de reproduzir uma frase. Essa espécie de interação intertextual equivale a repetir um conteúdo ou um fragmento dele claramente, porém em outros termos, preservando sempre a concepção inicial.

Paródia: quando o autor se apodera de um discurso e, ao invés de avalizar o exemplar resgatado, opõe-se a ele de forma discreta ou explicitamente. Várias vezes ele desvirtua o discurso prévio, seja por desejar criticá-lo ou por querer tecer uma ironia.

Pastiche: há uma união de diversos conteúdos e o resultado é uma colcha de retalhos. Não é difícil de compreender: este recurso ocorre quando se realiza a combinação de um determinado texto com um ou mais discursos.

Tradução: esta intertextualidade é o ajustamento de um texto composto em outro idioma à língua falada no país onde a obra é traduzida. Por exemplo, quando um livro em francês é traduzido para o vernáculo espanhol.

Referência e Alusão: aqui o escritor não indica abertamente o evento em foco; ele simplesmente o insinua por meio de qualidades menos importantes ou alegóricas.

Fontes:
http://soumaisenem.com.br/portugues/generos-textuais/os-tipos-de-intertextualidade-parte-1
http://pt.wikipedia.org/wiki/Intertextualidade


Date: 01/06/2020

Cv6e