O Questões Grátis disponibiliza mais de 600 MIL questões, de forma GRATUITA e SEM LIMITAÇÕES.

Instale o App Questões Grátis e estude melhor! No App você pode salvar os filtros, gerar estatísticas, e muito mais. Os botões para baixar o App se encontram no topo do site.

Logo abaixo você encontra milhares de questões. Para refinar sua busca, aplique os filtros desejados (buscar por disciplina, banca, cargo, ano...). Caso deseje excluir os filtros, clique em “Limpar Filtro”.

Para estudar, aplique os FILTROS abaixo:

Os teóricos da área costumam afirmar que os documentos de arquivo têm estatuto probatório congênito. Isso significa que tal característica

Date: 03/06/2018
Estatuto probatório congênitos =atividades que os documentos resultam
Date: 03/06/2018

No âmbito do funcionamento de uma instituição, com efeito, os documentos de arquivo não resultam de um gesto especial de atribuição de sentido, como ocorre com os documentos de museu; ao contrário, têm caráter evidencial congênito, isto é, nascem para servir de instrumento ou prova de determinadas ações e são alheios a um eventual uso secundário que deles se possa fazer (=uso histórico).
OU SEJA, Os arquivos são produzidos de forma natural e rotineira, por imperativos de ordem prática, sem qualquer intenção de se transformar em fonte para a história, ou seja, possuem um caráter evidencial congênito, isto é, nascem para servir de instrumentos ou provas de determinadas ações e são alheios a um eventual uso secundário que deles se possa fazer.

Fonte: OS ARQUIVOS DA POLÍCIA POLÍTICA COMO FONTE - Ana Maria de Almeida Camargo (USP – FFLCH – História - (https://edisciplinas.usp.br...

2017_09_28_59cd39bc137f8.png

Considerando-se o contexto, mantêm-se a correção e o sentido de um segmento do texto caso se venha a

Date: 03/06/2018

Não encontrei nenhuma resposta correta e acabei chutando a C.

A letra D Ficaria com uma maiúscula em local proibido. Teria de ser corrigida. Parece bobo, mas já errei questão da CESPE por conta disso.

Date: 03/06/2018

"Sobrevivem, portanto..."

LETRA D

2017_09_28_59cd3b350eb3c.png

Diante do fenômeno caracterizado no texto como irrestrita divulgação da personalidade, seu autor posiciona-se

2017_09_28_59cd3c6164e6a.png

Considerando-se o contexto, o autor se vale do segmento

Carlos comeu a terça parte de uma pizza. Angelina chegou depois e comeu a metade do que Carlos havia deixado da pizza. Por último, Beatriz chegou e comeu o correspondente à metade do que Angelina havia comido. A fração que sobrou dessa pizza foi

Date: 03/06/2018

Carlos comeu a terça parte, logo, comeu 1/3, sobrando 2/3

Angelina chegou comeu metade do que sobrou, logo, metade de 2/3 --> 2/3 x1/2 (regra de divisão de razões) = 2/6, que simplificando dá 1/3 ( e já que ela comeu metade, é o que também sobra).

Chega Betriaz e come a metade da sobra de Angelina. Mesmo processo: 1/3 x 1/2 = 1/6.

O que sobra da pizza é 1/6

Otimos estudos

Date: 03/06/2018

digamos q a pizza tem 12 faitas

1) 1/3 = 4 = 12-4 = 8

2) 8/2 = 4

3) 4 /2 = 2

4+4+2 = 10

12 - 10 = 2

2 = 1/6 de 12


De acordo com a Lei Complementar Estadual nº 9.230/1991, no tocante ao Conselho Superior da Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Sul, é correto afirmar que

De acordo com a Lei Complementar Estadual nº 10.098/1994, no tocante ao exercício dos servidores públicos civis do Estado do Rio Grande do Sul, é correto que

De acordo com a Lei Estadual nº 13.536/2010, à Ouvidoria-Geral compete

Robert S. Martin afirma que há uma diferença fundamental entre usar, ler e ver documentos, funções que caracterizariam, segundo ele, a postura típica que se tem perante os acervos de

2017_09_28_59cd47aaac848.png

Autor e destinatário correspondem, respectivamente, às definições de números