O Questões Grátis disponibiliza mais de 600 MIL questões, de forma GRATUITA e SEM LIMITAÇÕES.

Instale o App Questões Grátis e estude melhor! No App você pode salvar os filtros, gerar estatísticas, e muito mais. Os botões para baixar o App se encontram no topo do site.

Logo abaixo você encontra milhares de questões. Para refinar sua busca, aplique os filtros desejados (buscar por disciplina, banca, cargo, ano...). Caso deseje excluir os filtros, clique em “Limpar Filtro”.

Para estudar, aplique os FILTROS abaixo:

Com relação à gestão de documentos, assinale a afirmativa CORRETA.

Segundo as diretrizes do Conselho Internacional de Arquivos, um programa de gestão de documentos deve ser desenvolvido em três fases:

Date: 02/06/2018

As 3 fases básicas da gestão de documentos são:

Produção,
Utilização e
Destinação final.

Date: 02/06/2018

Fases da Gestão de Documentos

De início, é importante registrar que nos termos do art. 3º da Lei 8.159/1991, considera-se gestão de documentos o conjunto de procedimentos e operações técnicas referentes à sua produção, tramitação, uso, avaliação e arquivamento em fase corrente e intermediária, visando a sua eliminação ou recolhimento para guarda permanente.

Observe que a gestão de documento ocorre nas fases corrente e intermediária.

As tarefas que compõem a gestão de documentos são: produção, tramitação, uso, avaliação e arquivamento ( mnemônico: PATUA). Isso ajuda a memorizar.

Essas tarefas são distribuídas nas fases da gestão de documentos, quais sejam, produção, utilização e destinação ( mnemônico PUD). Assim, o PATUA está dentro do PUD, ok? Professor, que loucura! Gente, isso ajuda na hora da prova, acredite!

A partir de agora, vamos detalhar cada fase da gestão de documento, beleza?

Produção: esta fase refere-se à elaboração de documentos (produção/criação), em face das atividades da instituição. Nesta fase, é fundamental intervir no processos de geração dos documentos, tendo em vista evitar que sejam criados ou reproduzidos documentos desnecessários. Infelizmente, isso ainda ocorre muito na administração pública. O arquivísta deve contribuir para que sejam criados apenas documentos essenciais (racionalização). Vale registrar, também, que nesta fase é sugerida a criação de modelos de formulários que devem ser utilizados pela instituição, de acordo com a necessidade dos órgãos. Além disso, na fase de produção pode-se, ainda, opinar sobre a escolha de equipamentos e recrutamento de pessoal, bem como apresentar estudos sobre o melhor aproveitamento dos recursos de tecnologia disponíveis.

Utilização: esta fase está ligada ao uso e à tramitação de documentos mencionados no conceito de gestão de documentos da Lei 8.159/91. Inclui as atividades de protocolo, de organização e arquivamento de documentos em fase corrente e intermediária. Além disso, inclui a elaboração de normas de acesso à documentação, como, por exemplo, empréstimo, consulta e a recuperação de informações essenciais ao desenvolvimento das funções administrativas das instituições.

Destinação: esta fase é responsável por determinar o prazo de guarda dos documentos na fase corrente e intermediária, bem como quais documentos serão objeto dearquivamento permanente e os que deverão ser eliminados por terem perdido valor de prova e de informação para a instituição. A fase de destinação desenvolve-se a partir da análise e avaliação dos documentos acumulados nos arquivos.

É importante ressaltar que mediante a avaliação, há dois destinos para os documentos: a sua eliminação ou o seu recohimento ao arquivo permanente. Repetição até a exautão, rs

Normalmente, o examinador costuma perguntar qual fase da gestão de documento uma determinada tarefa pertence. Por exemplo, em que fase da gestão de documento fica o protocolo? Quem respondeu utilização acertou, hehehehe....


https://www.pontodosconcursos.com.br/artigo/14001/...


Date: 02/06/2018

Art. 3º - Considera-se gestão de documentos o conjunto de procedimentos e operações técnicas referentes à sua produção, tramitação, uso, avaliação e arquivamento em fase corrente e intermediária, visando a sua eliminação ou recolhimento para guarda permanente.

Gabarito "A"

Segundo Jardim (1987), a gestão documental perpassa por três etapas distintas: primeiramente pela _______________ , que envolve o desenvolvimento e/ou padronização dos documentos da instituição. Posteriormente, pela_______________ e_________________, caracterizadas pelo controle do fluxo documental e sua preservação. Por fim a __________________ , responsável pelo desenvolvimento do "sistema" de avaliação documental, o qual determina quais documentos possuem valores permanentes. Assinale a alternativa que preenche correta e respectivamente as lacunas. ( ) Registro e distribuição ( ) Expedição ( ) Arquivamento ( ) Recebimento

Date: 03/06/2018

Produção: esta fase refere-se à elaboração de documentos (produção/criação), em face das atividades da instituição. Nesta fase, é fundamental intervir no processos de geração dos documentos, tendo em vista evitar que sejam criados ou reproduzidos documentos desnecessários. Infelizmente, isso ainda ocorre muito na administração pública. O arquivísta deve contribuir para que sejam criados apenas documentos essenciais (racionalização). Vale registrar, também, que nesta fase é sugerida a criação de modelos de formulários que devem ser utilizados pela instituição, de acordo com a necessidade dos órgãos. Além disso, na fase de produção pode-se, ainda, opinar sobre a escolha de equipamentos e recrutamento de pessoal, bem como apresentar estudos sobre o melhor aproveitamento dos recursos de tecnologia disponíveis.

Utilização: esta fase está ligada ao uso e à tramitação de documentos mencionados no conceito de gestão de documentos da Lei 8.159/91. Inclui as atividades de protocolo, de organização e arquivamento de documentos em fase corrente e intermediária. Além disso, inclui a elaboração de normas de acesso à documentação, como, por exemplo, empréstimo, consulta e a recuperação de informações essenciais ao desenvolvimento das funções administrativas das instituições.

Destinação: esta fase é responsável por determinar o prazo de guarda dos documentos na fase corrente e intermediária, bem como quais documentos serão objeto de arquivamento permanente e os que deverão ser eliminados por terem perdido valor de prova e de informação para a instituição. A fase de destinação desenvolve-se a partir da análise e avaliação dos documentos acumulados nos arquivos.

É importante ressaltar que mediante a avaliação, há dois destinos para os documentos: a sua eliminação ou o seu recohimento ao arquivo permanente.


Fonte: https://www.pontodosconcursos.com.br/artigo/14001/lincoln-barros/fases-da-gestao-de-documentos

Reis (2012) explana sobre as fases da gestão de documentos. As 03 (três) fases da gestão documental são:
(REIS, L. Arquivologia Facilitada. Rio de Janeiro: Elsevier, 2012).

Date: 02/06/2018

As 03 (três) fases da gestão documental:


Produção, utilização e destinação.

Date: 02/06/2018

Essas tarefas são distribuídas nas fases da gestão de documentos, quais sejam, produção, utilização e destinação ( mnemônico PUD). Assim, o PATUA está dentro do PUD, ok? Professor, que loucura! Gente, isso ajuda na hora da prova, acredite!A partir de agora, vamos detalhar cada fase da gestão de documento, beleza?

Produção: esta fase refere-se à elaboração de documentos (produção/criação), em face das atividades da instituição. Nesta fase, é fundamental intervir no processos de geração dos documentos, tendo em vista evitar que sejam criados ou reproduzidos documentos desnecessários. Infelizmente, isso ainda ocorre muito na administração pública. O arquivísta deve contribuir para que sejam criados apenas documentos essenciais (racionalização). Vale registrar, também, que nesta fase é sugerida a criação de modelos de formulários que devem ser utilizados pela instituição, de acordo com a necessidade dos órgãos. Além disso, na fase de produção pode-se, ainda, opinar sobre a escolha de equipamentos e recrutamento de pessoal, bem como apresentar estudos sobre o melhor aproveitamento dos recursos de tecnologia disponíveis.

Utilização: esta fase está ligada ao uso e à tramitação de documentos mencionados no conceito de gestão de documentos da Lei 8.159/91. Inclui as atividades de protocolo, de organização e arquivamento de documentos em fase corrente e intermediária. Além disso, inclui a elaboração de normas de acesso à documentação, como, por exemplo, empréstimo, consulta e a recuperação de informações essenciais ao desenvolvimento das funções administrativas das instituições.

Destinação: esta fase é responsável por determinar o prazo de guarda dos documentos na fase corrente e intermediária, bem como quais documentos serão objeto de arquivamento permanente e os que deverão ser eliminados por terem perdido valor de prova e de informação para a instituição. A fase de destinação desenvolve-se a partir da análise e avaliação dos documentos acumulados nos arquivos.

Gabarito; Letra "B"

A definição do conceito de Gestão de Documentos encontrada na Lei nº 8.159, de 8 de janeiro de 1991, NÃO menciona a seguinte operação técnica:

Date: 02/06/2018

Art. 3º - Considera-se gestão de documentos o conjunto de procedimentos e operações técnicas referentes à sua produção, tramitação, uso, avaliação e arquivamento em fase corrente e intermediária, visando a sua eliminação ou recolhimento para guarda permanente.


Também não cita a "classificação".

Date: 02/06/2018

Art. 3º - Considera-se gestão de documentos o conjunto de procedimentos e operações técnicas referentes à sua produção, tramitação, uso, avaliação e arquivamento em fase corrente e intermediária, visando a sua eliminação ou recolhimento para guarda permanente.

Dica: PATU
P- Produção
A- Avaliação
T- Tramitação
U- Uso

Gabarito: Letra "D"

Date: 02/06/2018

GESTÃO DOS DOCUMENTOS:

P RODUÇÃO

U SO

T RAMITAÇÃO

A RQUIVAMENTO

A VALIAÇÃO

Na gestão de documentos encontramos 3 fases distintas, quais são elas?

Date: 02/06/2018

Produção de Documentos: refere-se à elaboração dos documentos em decorrência das atividades de um órgão.

Utilização de Documentos: esta fase inclui as atividades de protocolo, de organização e arquivamento de documentos em fase corrente e intermediária, bem como a elaboração de normas de acesso à documentação (empréstimo, consulta) e à recuperação de informações, indispensáveis ao desenvolvimento das funções administrativas das instituições.

Avaliação e destinação: geralmente considerada a mais complexa das 3 fases da gestão de documentos, desenvolve-se mediante a análise e avaliação dos documentos acumulados nos arquivos com vistas a estabelecer seus prazos de guarda, determinando quais serão objeto de arquivamento permanente e os que deverão ser eliminados.



Date: 02/06/2018

Considera-se gestão de documentos o conjunto de procedimentos e
operações técnicas à sua produção, tramitação, uso, avaliação e arquivamento em fase corrente e intermediária, visando a sua eliminação ou recolhimento para guarda permanente.
Fases da gestão documental

Produção : bom , aqui é de suma importância observar a base principio lógica da arquivística, o princípio da proveniência dos arquivos (ou respect des fonds ou provenance) A luz desse princípio podemos auferir que o arquivo produzido por uma entidade não deve ser misturado aos de outras entidades geradoras.O princípio da proveniência deve ser observado na organização dos arquivos
correntes, intermediários e permanentes (ele é considerado a base da arquivística).

Utilização : envolve as atividades de protocolo

destinação : eliminação ou guarda permanente

Date: 02/06/2018

NESSE CASO DAVI TORRES, A LETRA E

é A MENOS ERRADA!

Acerca da gestão de informações e de documentos e dos métodos

de arquivamento, julgue os itens a seguir.

As fases básicas da gestão de documentos são a produção, a utilização e a destinação.

Date: 02/06/2018

Segundo a Lei 8.159/1991, considera-se gestão de documentos o conjunto de procedimentos e operações técnicas referentes à sua produção, tramitação, uso, avaliação e arquivamento em fase corrente e intermediária, visando a sua eliminação ou recolhimento para guarda permanente. As tarefas que compõem a gestão de documentos são: produção, tramitação, uso, avaliação e arquivamento. As fases mais importantes da gestão de documentos são: produção, utilização e destinação.

Date: 02/06/2018

São os arquivos correntes intermediários e permanentes.

Date: 02/06/2018

Felipe, a teoria das 3 idades compreende os arquivos correntes, intermediários e permanentes, mas não quer dizer que abrangem a gestão de documentos.

A gestão de documentos é uma teoria a parte, onde abrange, dentre outros, a "PUD": PRODUÇÃO, UTILIZAÇÃO E DESTINAÇÃO.

Date: 02/06/2018

CERTO


Produção - Utilização - Avaliação e Destinação.


PUAD

Date: 02/06/2018

PUTAA

PRODUÇÃO - UTILIZAÇÃO - TRAMITAÇÃO - AVALIAÇÃO - ARQUIVAMENTO

Segundo o Dicionário Brasileiro de Terminologia Arquivística (2005) entende-se por gestão de documentos:

Date: 02/06/2018

Letra C

Gestão de Documentos: Conjunto de procedimentos e operações técnicas referentes à produção, tramitação, uso, avaliação e arquivamento de documentos em fase corrente e intermediária, visando sua eliminação ou recolhimento.

Assinale a alternativa que completa corretamente a lacuna. _________________ é o conjunto de procedimentos e operações técnicas que visam controlar a produção, tramitação, uso, avaliação e arquivamento de documentos nas fases corrente e intermediária, visando sua eliminação ou recolhimento para guarda permanente.

Date: 02/06/2018

A lei 8.159/1991, que regula o funcionamento dos arquivos públicos no Brasil, assim define gestão de documentos:

"Gestão de documentos é o conjunto de procedimentos e operações técnicas que visam controlar a produção, tramitação, uso, avaliação e arquivamento de documentos nas fases corrente e intermediária, visando sua eliminação ou recolhimento para guarda permanente".

Gabarito: C

Acerca dos requisitos para sistemas informatizados de gestão

arquivística de documentos, julgue os itens seguintes.

Os documentos arquivísticos digitais, nas três idades, devem ser gerenciados por meio de um sistema informatizado de gestão arquivística de documentos (SIGAD).

Date: 02/06/2018

As regra de padronização arquivística dos documentos é feita pela:

ISAD(G)- NORMA GERAL INTERNACIONAL DE DESCRIÇÃO ARQUIVÍSTICA;

ISAAR(CPF) - NORMA INTERNACIONAL DE REGISTRO DE AUTORIDADE ARQUIVÍSTICA PARA ENTIDADES COLETIVAS, PESSOAS E FAMÍLIAS;

NOBRADE - NORMA BRASILEIRA DE DESCRIÇÃO ARQUIVÍSTICA

A questão está errada pelo fato de falar de SIGAD.

Date: 02/06/2018

SIGAD não é usado nas três fases: apenas na CORRENTE e INTERMEDIÁRIA.

Date: 02/06/2018

O SIGAD é um conjunto de procedimentos e operações técnicas, característico do sistema de gestão arquivística de documentos, processados por computador. Ele DEVE ser capaz de gerenciar, simultaneamente, os documentos digitais e convencionais. Nos documentos digitais a captura, o armazenamento e o acesso são feitos pelo SIGAD.

A gestão de Documentos é o conjunto de procedimentos e operações técnicas REFERENTES à sua produção, utilização, avaliação e arquivamento em fase CORRENTE e INTERMEDIÁRIA visando a sua eliminação ou recolhimento.

Date: 02/06/2018

"O SIGAD abrange as fases corrente e intermediária da gestão de documentos e apoia procedimentos de preservação. Porém, não compreende as funcionalidades necessárias para a guarda dos documentos permanentes, isto é, não tem por objetivo implementar todos os procedimentos de preservação digital necessários aos documentos de guarda permanente. "

Fonte: e-ARQ Brasil