O Questões Grátis disponibiliza mais de 600 MIL questões, de forma GRATUITA e SEM LIMITAÇÕES.

Instale o App Questões Grátis e estude melhor! No App você pode salvar os filtros, gerar estatísticas, e muito mais. Os botões para baixar o App se encontram no topo do site.

Logo abaixo você encontra milhares de questões. Para refinar sua busca, aplique os filtros desejados (buscar por disciplina, banca, cargo, ano...). Caso deseje excluir os filtros, clique em “Limpar Filtro”.

Para estudar, aplique os FILTROS abaixo:

Com relação à NOBRADE, assinale V para a alternativa Verdadeira e F para a Falsa. ( ) A Nobrade é a tradução das normas ISAD (G ) e ISAAR (CPF );
( ) Embora voltada preferencialmente para a descrição de documentos em fase permanente, pode também ser aplicada à descrição nas fases corrente e intermediária;
( ) Esta norma estabelece diretivas para a descrição no Brasil de documentos arquivísticos,
porém, não é compatível com as normas internacionais em vigor ISAD(G ) e ISAAR(CPF );
( ) A Nobrade prevê a existência de oito áreas, compreendendo 26 elementos de descrição;
( ) A Nobrade é preferencialmente usada para a descrição de documentos no suporte papel.

Date: 02/06/2018

F - Esta norma, aprovada pela Resolução nº 28 do CONARQ, estabelece diretivas para a descrição no Brasil de documentos arquivísticos, compatíveis com as normas internacionais em vigor ISAD (G) e ISAAR (CPF), e tem em vista facilitar o acesso e o intercâmbio de informações em âmbito nacional e internacional.

V - Embora voltada preferencialmente para a descrição de documentos em fase permanente, pode também ser aplicada à descrição em fases corrente e intermediária.

F - Esta norma, aprovada pela Resolução nº 28 do CONARQ, estabelece diretivas para a descrição no Brasil de documentos arquivísticos, compatíveis com as normas internacionais em vigor ISAD (G) e ISAAR (CPF), e tem em vista facilitar o acesso e o intercâmbio de informações em âmbito nacional e internacional.

F - Esta norma prevê a existência de oito áreas compreendendo 28 elementos de descrição.

F - Esta Norma deve ser aplicada à descrição de qualquer documento, independentemente de seu suporte ou gênero.

Link. (http://www.conarq.arquivonacional.gov.br/publicacoes-2/34-norma-brasileira-de-descricao-arquivistica-nobrade.html )

GABARITO : A

Segundo a ISAD(G ), a área de contextualização é composta por:

A norma ISAD (G ) foi estabelecida pelo(a )

Date: 02/06/2018

ISAD-G - Norma geral internacional de descrição arquivística

Esta norma estabelece diretrizes gerais para a preparação de descrições arquivísticas. Deve ser usada em conjunção com as normas internacionais existentes ou como base para a sua criação. O objetivo da descrição arquivística é identificar e explicitar o contexto e o conteúdo de documentos de arquivo a fim de promover o acesso aos mesmos.

Fonte: http://conarq.arquivonacional.gov.br/conarq/publicacoes-2/30-isad-g-norma-geral-internacional-de-descricao-arquivistica.html


Gabarito: D

De acordo com a NOBRADE (2006), sobre a ISAD(G), é INCORRETO afirmar que

Com relação à norma NOBRADE, assinale V para a alternativa Verdadeira e F para a Falsa. ( ) A Nobrade é a tradução das normas ISAD (G ) e ISAAR (CPF);
( ) Embora voltada preferencialmente para a descrição de documentos em fase permanente, pode também ser aplicada à descrição em fases corrente e intermediária;
( ) Recomenda-se a aplicação desta norma à descrição de qualquer documento;
( ) A Nobrade prevê a existência de oito áreas de informação descritiva compreendendo 28 elementos de descrição dos quais dez são obrigatórios.

Acerca de descrição e avaliação arquivística, julgue os itens a
seguir.

A avaliação, a seleção e a eliminação de documentos são registradas nos níveis gerais da descrição.

Date: 29/05/2018

Seguindo o ISAD(G): Norma geral internacional de descrição arquivística

3.3 ÁREA DE CONTEÚDO E ESTRUTURA

3.3.1 Âmbito e conteúdo

3.3.2 Avaliação, eliminação e temporalidade

Objetivo: Fornecer informação sobre qualquer ação relativa à avaliação, seleção e eliminação.

Regra(s): Registre quaisquer ações de avaliação, seleção e eliminação ocorridas ou planejadas para a unidade de descrição, especialmente se tais ações puderem afetar a interpretação dessa unidade. Se for o caso, registre o fundamento para a ação

Date: 29/05/2018

A Questão trata de tema da NOBRADE.

Sempre que o assunto da questão falar em Nível de Descrição está se referindo às Normas de Descrição como NOBRADE, ISAG(G), ISAAR (CPF), etc.


3.2 Avaliação, eliminação e temporalidade
Objetivo: Fornecer informação sobre qualquer ação relativa à avaliação, seleção e eliminação. Regra(s): Registre quaisquer ações e critérios adotados para avaliação, seleção e eliminação ocorridas ou planejadas para a unidade de descrição.
Comentários: Este elemento de descrição será normalmente utilizado nos níveis mais gerais de descrição. Recomenda-se, para unidades de descrição em fase intermediária, o registro de informações quanto à destinação, prazos de guarda e datas para o cumprimento das ações previstas. Perdas de documentos por extravios, atos de vandalismo ou sinistros devem ser registradas no elemento História arquivística (2.3).

Fonte: NOBRADE, página 41


Boa Aprovação!

Date: 29/05/2018
1ª Área 1ª Área de identificação
1.1 Código de referência Obrigatório
1.2 Título
1.3 Data(s)
1.4 Nível de descrição
1.5 Dimensão e suporte
2ª Área 2ª Área de contextualização
2.1 Nome(s) do(s) produtor(es) Obrigatório
2.2 História administrativa/Biografia
2.3 História arquivística
2.4 Procedência
3ª Área 3ª Área de conteúdo e estrutura
10° 3.1 Âmbito e conteúdo
11° 3.2 Avaliação, eliminação e temporalidade
12° 3.3 Incorporações
13° 3.4 Sistema de arranjo
4ª Área 4ª Área de condições de acesso e uso
14° 4.1 Condições de acesso Obrigatório
15° 4.2 Condições de reprodução
16° 4.3 Idioma
17° 4.4 Características físicas e requisitos técnicos
18° 4.5 Instrumentos de pesquisa
5ª Área 5ª Área de fontes relacionadas
19° 5.1 Existência e localização dos originais
20° 5.2 Existência e localização de cópias
21° 5.3 Unidades de descrição relacionadas
22° 5.4 Nota sobre publicação
6ª Área 6ª Área de notas
23° 6.1 Notas sobre conservação
24° 6.2 Notas gerais
7ª Área 7ª Área de controle da descrição
25° 7.1 Nota do arquivista
26° 7.2 Regras ou convenções
27° 7.3 Data(s) da(s) descrição(ões)
8ª Área 8ª Área de pontos de acesso e indexação de assuntos
28° 8.1 Pontos de acesso e indexação de assuntos

A respeito das normas nacionais e internacionais de arquivo, julgue os itens a seguir.

Conforme estipulado pela Norma Brasileira de Descrição Arquivística (NOBRADE), é adequada a repetição de informações em descrições hierarquicamente relacionadas.

Date: 30/05/2018

NOBRADE

Esta norma tem como pressupostos básicos o respeito aos fundos e a descrição multinível, adotando os princípios expressos na ISAD(G), quais sejam:

- Não repetição da informação – com o objetivo de evitar redundância de informação em descrições hierarquicamente relacionadas.

Date: 30/05/2018

Esta norma tem como pressupostos básicos o respeito aos fundos e a descrição multinível, adotando os princípios expressos na ISAD(G), quais sejam:

Não repetição da informação – com o objetivo de evitar redundância de informação em descrições hierarquicamente relacionadas.

Date: 30/05/2018
1ª Área 1ª Área de identificação
1.1 Código de referência Obrigatório
1.2 Título
1.3 Data(s)
1.4 Nível de descrição
1.5 Dimensão e suporte
2ª Área 2ª Área de contextualização
2.1 Nome(s) do(s) produtor(es) Obrigatório
2.2 História administrativa/Biografia
2.3 História arquivística
2.4 Procedência
3ª Área 3ª Área de conteúdo e estrutura
10° 3.1 Âmbito e conteúdo
11° 3.2 Avaliação, eliminação e temporalidade
12° 3.3 Incorporações
13° 3.4 Sistema de arranjo
4ª Área 4ª Área de condições de acesso e uso
14° 4.1 Condições de acesso Obrigatório
15° 4.2 Condições de reprodução
16° 4.3 Idioma
17° 4.4 Características físicas e requisitos técnicos
18° 4.5 Instrumentos de pesquisa
5ª Área 5ª Área de fontes relacionadas
19° 5.1 Existência e localização dos originais
20° 5.2 Existência e localização de cópias
21° 5.3 Unidades de descrição relacionadas
22° 5.4 Nota sobre publicação
6ª Área 6ª Área de notas
23° 6.1 Notas sobre conservação
24° 6.2 Notas gerais
7ª Área 7ª Área de controle da descrição
25° 7.1 Nota do arquivista
26° 7.2 Regras ou convenções
27° 7.3 Data(s) da(s) descrição(ões)
8ª Área 8ª Área de pontos de acesso e indexação de assuntos
28° 8.1 Pontos de acesso e indexação de assuntos

A respeito das normas nacionais e internacionais de arquivo, julgue os itens a seguir.

O objetivo da Norma Brasileira de Descrição Arquivística (NOBRADE) é apresentar a tradução da Norma Internacional de Descrição Arquivística e da Norma Internacional de Registro de Autoridade Arquivística.

Date: 30/05/2018

A NOBRADE não é uma mera tradução das normas ISAD(G) e ISAAR(CPF), que já existem e estão publicadas. Seu objetivo, ao contrário, consiste na adaptação das normas internacionais à realidade brasileira, incorporando preocupações que o Comitê de Normas de Descrição do Conselho Internacional de Arquivos (CDS/CIA) considerava importantes, porém, de foro nacional. Esta norma deve ser intensamente divulgada no âmbito das instituições arquivísticas e nos eventos ligados aos profissionais da área, de modo a possibilitar o seu aperfeiçoamento.

A Norma brasileira de descrição arquivística considera seis níveis principais de descrição. São níveis de descrição, exceto:

Date: 29/05/2018

Considera-se a existência de seis principais níveis de descrição, a saber:

- acervo da entidade custodiadora (nível 0),

- fundo ou coleção 14 (nível 1),

- seção (nível 2),

- série (nível 3),

- dossiê ou processo (nível 4)

- item documental (nível 5).

São admitidos como níveis intermediários o acervo da subunidade custodiadora (nível 0,5), a subseção (nível 2,5) e a subsérie (nível 3,5).

PORTANTO, Gabarito: C.

Date: 29/05/2018
1ª Área 1ª Área de identificação
1.1 Código de referência Obrigatório
1.2 Título
1.3 Data(s)
1.4 Nível de descrição
1.5 Dimensão e suporte
2ª Área 2ª Área de contextualização
2.1 Nome(s) do(s) produtor(es) Obrigatório
2.2 História administrativa/Biografia
2.3 História arquivística
2.4 Procedência
3ª Área 3ª Área de conteúdo e estrutura
10° 3.1 Âmbito e conteúdo
11° 3.2 Avaliação, eliminação e temporalidade
12° 3.3 Incorporações
13° 3.4 Sistema de arranjo
4ª Área 4ª Área de condições de acesso e uso
14° 4.1 Condições de acesso Obrigatório
15° 4.2 Condições de reprodução
16° 4.3 Idioma
17° 4.4 Características físicas e requisitos técnicos
18° 4.5 Instrumentos de pesquisa
5ª Área 5ª Área de fontes relacionadas
19° 5.1 Existência e localização dos originais
20° 5.2 Existência e localização de cópias
21° 5.3 Unidades de descrição relacionadas
22° 5.4 Nota sobre publicação
6ª Área 6ª Área de notas
23° 6.1 Notas sobre conservação
24° 6.2 Notas gerais
7ª Área 7ª Área de controle da descrição
25° 7.1 Nota do arquivista
26° 7.2 Regras ou convenções
27° 7.3 Data(s) da(s) descrição(ões)
8ª Área 8ª Área de pontos de acesso e indexação de assuntos
28° 8.1 Pontos de acesso e indexação de assuntos

A descrição arquivística é uma tarefa muito difícil e exige padrões específicos para o seu desenvolvimento. O CONARQ editou a Resolução no 28 que dispõe sobre a Norma Brasileira de Descrição Arquivística (NOBRADE) onde são apresentadas várias orientações para uma eficiente descrição.

Além disso, com o propósito de facilitar a identificação de cada instituição, imprescindível em todos os níveis de descrição arquivística, a NOBRADE adotou uma norma específica para essa finalidade, e que deve ser utilizada pelo arquivista no momento da descrição, que é a

Date: 29/05/2018

RESOLUÇÃO Nº 28, DE 17 DE FEVEREIRO DE 2009

Dispõe sobre a adoção da Norma Brasileira de Descrição Arquivística - NOBRADE pelos órgãos e entidades integrantes do Sistema Nacional de Arquivos - SINAR, institui o Cadastro Nacional de Entidades Custodiadoras de Acervos Arquivísticos e estabelece a obrigatoriedade da adoção do Código de Entidades Custodiadoras de Acervos Arquivísticos - CODEARQ.

Date: 29/05/2018

Art. 5º O CODEARQ deve estar presente em todos os níveis de descrição, conjugado com os demais elementos que compõem o código de referência das unidades de descrição.

Art. 6º O CODEARQ só será fornecido às entidades custodiadoras que permitam acesso de seu acervo ao público em geral, ainda que sob restrições.